segunda-feira, 12 de outubro de 2009

desconversos intimos

Ontem, Vanize citou Augusto dos Anjos. Eu lembrei que se encaixa nas minhas pesquisas sobre músicas e poesias com cigarro.

"Vês! Ninguém assistiu ao formidável
Enterro de tua última quimera.
...
Toma um fósforo. Acende teu cigarro!"


E eu reli:


Vês! Ninguém assistiu ao formidável enterro do teu último cigarro...
Toma um fósforo. Acende tua quimera.


E reli, novamente:


Já que ninguem assistiria ao enterro do teu último cigarro, publicaste no blog, pois a vontade de tirar a tua quimera do anonimato foi tua companheira inseparável. E assim, te adiantaste às bocas que escarram e às mãos que apedrejam.



Porque tu pareces comigo e nenhum senhor te acompanha...

Um comentário:

hellomotta disse...

adoro 2ª pessoa do singular!