quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Eu e Gaspar

Saí daqui às 17:00. Eu e Gaspar. Crente que eu ia conseguir chegar na Inês às 18:00. O plano era sair da Inês 18:45, pegar Bruna e chegar na Elisa às 19:00. O plano era que com carro fosse possível dar conta dos compromissos apertados. Mas, aí, São Pedro resolve acabar com o plano. E o Rio de Janeiro engarrafa. E eu não consigo chegar na Inês. E na Elisa só às 19:45. Uma droga. Impasse na Elisa. Eu, realmente, não posso aceitar as provocações da CAÇULA. Só tenho que aprender a sair delas sem cicatrizes mutuas. Já era para ter aprendido, mas o estoque de provocações se renova e eu perco a razão e a noção. Hoje, de novo, ela voltou para a cama duas vezes depois de acordada, realmente, é de tirar um ser humano do sério. E como diz a piadinha, herrar é o mano. Eu ando mana demais.

Mas voltando ao assunto do Post. Fiquei com Gaspar na chuva, no trânsito, por quase 2 horas. Foi bom. Me sinto cada dia mais forte. Mas ainda sou bastante atrapalhada. Esqueço onde é o farol e onde o mudo para alto. Os botões do som, então, são um profundo mistério. Na listinha, ainda muitos erros. Mudanças rápidas de pista ainda são os piores momentos. Ontem cheguei a perder a entrada do Santa Bárbara e acabei passeando pelo centro da cidade...

Trouxe ele para cá. Linha Vermelha esta hora é show...nem precisa mudar de marcha. A-do-rei.
o+*

2 comentários:

hellomotta disse...

hahahah
as vezes eu faço a super viagem encantado x praça da bandeira x linha vermelha, só por esse pequeno detalhe. Sem troca de marcha =P

Bruna disse...

Eu e Gaspar virgula... Esqueceu de mim ? Eu exito, sabia ? ;)
aaaaaaaaaaah e eu sou a MELHOR CO-PILOTA DO MUNDO, quem disse isso foi o proprio "GASPAR", é... HAUSHUASHAU