terça-feira, 10 de novembro de 2009

NEM GENIO DECIFRA

Um homem caminhava por uma praia da Califórnia e tropeçou numa velha lâmpada. Ele pegou-a e esfregou-a e um gênio saltou dela O gênio disse:
- OK, você me libertou da lâmpada! Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá
Esta é a quarta vez este mês e eu estou ficando enjoado destes pedidos então você pode esquecer aquela estória de três desejos.
Você tem direito a apenas um desejo e ponto final! O homem sentou e pensou por um instante Depois disse:
- Eu sempre quis ir para o Hawai, mas tenho um medo danado de voar e no mar costumo ficar enjoado.
Você poderia construir uma ponte até lá, para que eu pudesse ir dirigindo?
O gênio riu muito e disse:
- Isso é impossível!
Pense na logística do assunto.
Como as colunas de sustentação alcançariam o fundo do Oceano Pacífico?
Pense em quanto concreto, quanto aço teria que ser usado numa ponte desse tamanho!! Daria uma baita mão-de-obra!!
Isso está fora de cogitação!
De jeito nenhum!
Ponte não dá! Pense em outro desejo.
O pobre homem concordou e tentou pensar em um desejo realmente bom.
Depois de um tempo pensando, exclamou para o gênio:
- Fui casado e já me divorciei quatro vezes.
Minhas esposas sempre disseram que eu não me importava com elas e que sou um insensível.
Então, meu DESEJO é que eu possa ENTENDER as mulheres!
Saber como elas se sentem por dentro e o que estão pensando quando não falam com a gente.
Saber por que ficam emburradas por qualquer bobagem, saber por que elas choram por qualquer coisa, saber por que gastam dinheiro com tanta futilidade, saber o que elas realmente querem quando não dizem nada enfim, saber como fazê-las realmente felizes.
O gênio retruca:
- Você quer a merda da ponte com duas ou quatro pistas?????

2 comentários:

hellomotta disse...

Uma pista só tá bom pra mim.

Mulher Asterísco disse...

Minha tese é que não são as mulheres que são incompreensíveis, mas sim o cérebro masculino é que é incapaz de apreender os sentimentos contraditórios femininos, que fazem com que a mesma palavra possa significar uma coisa e seu oposto ou ainda não significar nada...
Eu acho perfeitamente lógico isto.