segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Para mau entendendor, só batendo cabeça ...

Retificando informações mal compreendidas, tudo não é sexo, mas a ausência de sexo é o NADA.

Sábia é a piada sobre a vestibulanda que analisou a estrofe de Camões, “Amor é fogo que arde sem se ver, é ferida que dói e não se sente, é um contentamento descontente, dor que desatina sem doer”.

“Ah, Camões!, se vivesses hoje em dia, tomavas uns antipiréticos, uns quantos analgésicos e Prozac para a depressão. Compravas um computador, consultavas a Internet descobririas que essas dores que sentias, esses calores que te abrasavam, essas mudanças de humor repentinas, esses desatinos sem nexo, não eram feridas de amor, mas somente falta de sexo!”

8 comentários:

hellomotta disse...

você está inspirada hoje.
medo de você.

Mulher Asterísco disse...

CONTROL C CONTROL V !!

Diego disse...

É sério isso? uma vestibulanda respondeu mesmo essa barbaridade deliciosa?

hellomotta disse...

la ciiiisma em títulos grandes!
hahahha

Mulher Asterísco disse...

Dieguito, é um e-mail que corre por aí. Já vi duas versões. Uma que a vestibulanda seria baiana e outra que seria uma menina de 16 anos pressando vestibular para a USP. Meu voto é que é lenda.

Hellomotta, o fato de que num post com este conteúdo, você tenha preferido comentar o título, me parece um claro caso de resistência ao tratamento ahauahau. Tenho dito.

Mulher Asterísco disse...

*prestando

hellomotta disse...

eu já tinha comentado do conteúdo antes. vi o título hoje.
não me agrida. tô sensível!

Mulher Asterísco disse...

Tá sensível?? Siga os conselhos da vestibulanda e para de encrencar com os meus títulos kkkkk