quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Tem vaga?

Impávido colosso (chupado da coluna de Ancelmo Gois)

Acredite. A 11ª Câmara Cível do Rio aceitou, por dois votos a um, o pedido de uma moça que queria anular seu casamento porque o... digamos... “pitanga” do marido seria muito grande.
O relator votou pela improcedência, sob o argumento de que ela chiava “justamente do que é o desejo de toda mulher”.
Na mão do perito...
A história, sem trocadilho, é mais... comprida. É que, para tirar a prova dos nove, a Justiça encomendou um laudo a um perito, que precisou medir o dito cujo do marido da autora.
“O pênis, em repouso na mão do perito, media... 12cm”, disse o laudo, “o que, realmente, era desconfortável para a mulher”.
No mais...
É dura a vida do perito. Com todo o respeito.

------------------------------------------------------------------------------------

Não sei nem o que dizer, só que ando pensando em mudar de profissão.
Afinal, uma pessoa tem que trabalhar ou por dinheiro ou por prazer...

Um comentário:

hellomotta disse...

sem comentários...
hahahah