quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

O braço do mouse

Eu esperava chegar aqui renovada,  descarregando as energias gastas no mar e carregando as novas na cachoeira. Mas um torcicolo crônico me pegou de jeito e meu pescoço e ombro direito não param de doer. Nada do que fiz melhorou a dor. Ao contrário, piorou.  Eu, que vejo sinais em tudo, já estou tentando interpretar o que meu corpo quer me dizer com isso. Fato é que a leitura mais óbvia seria a reclamação sobre o peso que carrega. Boato é que quero outra interpretação mais complexa. Não vou prosseguir para não mentir.
Seguindo a linha confissõesdecarnaval das redondezas,  adorei o desfile da Unidos da Tijuca com seus carros alegóricos incríveis e a comissão de Frente da Viradouro, o quarto de Frida Kahlo com direito a Trotski de cavanhaque e bengala. Mas odiei as fantasias e alegorias da Portela, plasticamente feias. É isso mesmo, eu vejo desfile de escola de samba na TV. E já até desfilei. Na histórica ala dos Mendigos  da  épica Beija-Flor no enredo Ratos e Urubus, Larguem a Minha Fantasia...
É, nesta época, eu estava em toda aglomeração humana que significava alguma coisa... uma história também pesa sobre meus ombros =/

Bjomeligaquetoprecisandodecarinho
o+*

13 comentários:

hellomotta disse...

É de família?
Um torcicolo me pegou de jeito anteontem. Desde uma posição mal feita na Yoga, na verdade. Mas desde anteontem ela tá aqui intacta e não se faz esquecer. Eu nao vejo mais desfiles, mas ouvi bem da Unidos da Tijuca e estranhei, no seu bom gosto acredito. Vamo ver que fim o amanhã tem.

Lobo Cinzento disse...

Bom dia meninas!

Sempre vejo vocês vagueando por diversos blogs que eu acompanho (mais a mulher asterístico), e resolvi deixar de preguiça, tomar vergonha na cara, e dar uma passada por aqui.

Torcicolo? Diclofenato potássio! É o manjar dos deuses, o antinflamatório sagrado, a cura pra todas as dores passadas, presentes e futuras.

E Carnaval não! ahauahauaahu. A única coisa que eu sei do desfile, foi alguma parte de alguma escola ai que tinha as pessoinhas que trocavam milagrosamente de roupa, de tanto que passou em jornal.

Abraços proces! As sigo XD

Paulo Braccini disse...

"uma história também pesa sobre meus ombros" ... mas até isto, segundo o Lobinho uma boa dose de Diclofenaco de Sódio ou de Potássio resolvem ... eu particularmente curo todos os meus males inerentes ao peso de uma história com eles ...

Unidos da Tijuca até morrer ... amo ...

Que pena a Mocidade em Sampa ficou em segundo ... acho q foi pq este ano não fui lá desfilar ...

bjux

;-)

Gato de Cheshire disse...

Aglomeração humana que faz sentido e as que n fazem tb... Tipo.. Carnaval!!!
Lembrei de uma amiga minha que adorava protesto, protestava por qq coisa, n podia ver um q ficava empolgada... O sonho dela era arrancar a roupa em um!!!!

Relaxe querida, carnaval n renova ng, seu periodo de descanso agora vai ser da quarta de cinza até a segunda feira qdo finalemnte o ano começa!!!

Edu disse...

Diclo o quê?? Afe, que esse Lobo é muito chique!

Mulher Asterísco disse...

Viu, Hello, estou indo pra farmacia comprar os dicoflenacos topicos e orais, conforme superdica do Lobo e do Paulo!!! Vou comprar pra vc também!!! Epa!! Vc volta amanhã ou vai enrolar o chefe??
O Lobo é super benvindo aqui e nem sabe que o nome do teu carro é Lobo Mau...hahahaha

Caramba, Gato, esta tua amiga deveria ter nascido na Europa ...lá é moda tirar a roupa em protestos...deve ser porque eles não tem Sambodromo...

Por falar em falta de sambodromo, Paulo, ano que vem a gente oficializa o bloco da Vaca para fazer a inauguração dos desfiles ...em BH!

Edu, segundo os nossos amigos, este tal dicoflenato (é assim que se escreve?) cura até o medo da morte...
*Fui comprar o meu*

Diego disse...

Eu estou com torcicolo no lado esquerdo desde sábado. Ela melhora, piora, estaciona, mas não vai embora.

Do Carnaval, só sei do livro que li e dos filmes que vi. E da monografia.

(Ai, que rapaz sério!)

Lobo Cinzento disse...

Diclofenato potássio, gente. Di-clo-fe-na-to.

Também conhecido no mercado como Cataflan. ahauahauahauhau

Mas sabe como é né... A pobreza faz a gente decorar todos esses nomes de estruturas químicas elaboradíssimas, pra economizar um real XD.

Um viva aos genéricos!

AD disse...

Eu posso lavar sim justo para te ajudar nessa volta de carnaval dolorida. E trabalhar para anti-heroínas é oportunidade de ouro para elevar a diária.

Vaca Jersey disse...

Vixeee... jurei que ia encontrar tórridos relatos de aventuras super-heroínicas after-carnaval! Quer carinho? Pega a senha, fia!! Hahahahaha!!!!!! Bjos!

Renato Orlandi disse...

Carna oque? Nem sei, já acabou? rs Então vou falar so do torcicolo, é psicológico, aconteceu de tanto virar o pescoço p nao ver o carnaval, carna oque?

Well Bernard disse...

Para se parecerem cult as pessoas gostam de opiniões enlatadas sobre alguns assuntos como o Carnaval.

Difícil é fazer uma opinião caseira com ingredientes naturais.

Mulher Asterísco disse...

NHAAAAAAAAA...nada como um dengo e um beicinho para a vizinhança toda aparecer...Vou até pedir pra caçula fazer um bolinho caseiro proceis.
Acabei de chegar da farmácia e já tomei 02 diclo... cataflans genéricos...
Tem pra Hellomotta e pro Dieguitcho também! O meu é do lado direito, você é canhoto?

Bijus de tapiocas para nosostros!