segunda-feira, 12 de abril de 2010

Quem tem boca vaia Roma

Cerca de 230 mortos, 200 desaparecidos, 12 mil desabrigados. Este é um saldo parcial da tragédia que assolou o Rio de Janeiro nas últimas chuvas.

Entrevistado logo em seguida aos primeiros desabamentos, Sergio Cabral, Governador do Rio, declarou que “A culpa das mortes é da irresponsável ocupação desordenada de áreas irregulares, das encostas, por isso eu quero construir muros nas favelas, para impedir a expansão das favelas! Veja a onde estão as mortes. São os mais pobres que morrem, por isso, temos que ser cada vez mais duros na disciplina da ocupação do solo urbano, com aparato da polícia. Já falei com os prefeitos: contem com o Governo do Estado!"

Segundo Cabral, a culpa é dos pobres que moram na favela, fazendo jus a um hábito muito comum dos opressores que é a culpar a vítima.

O que Cabral não diz é que o déficit habitacional do Estado do Rio está em cerca de 700 mil moradias. Evidente que não é de muros que a população precisa, mas de casas.

Resolver o problema habitacional no Rio de Janeiro é inseparável de combater a especulação imobiliária. Com uma valorização de cerca de 150% na última década e 30% só no ultimo ano, a aplicação em imóveis no Rio supera a maior parte dos investimentos especulativos. O que tende a se agravar com a proximidade da Copa e das Olimpíadas. Só no município do Rio de Janeiro, o numero de residências desocupadas é aproximadamente 200 mil. Praticamente o mesmo número do déficit habitacional do município.

Mas apesar de se dizer preocupado com as construções em encostas, Cabral decretou no ano passado a flexibilização da construção na Área de Proteção de Tamoios para impedir que os ricos, como Luciano Huck, cliente do escritório de advocacia de sua esposa, fossem multados em suas construções irregulares. O decreto não resistiu às tragédias da virada de ano em Angra..

Cabral deu a senha e Eduardo Pais aplicou a cartilha: Transformar o problema de moradia da população carente no Rio num caso de polícia, com o decreto que autoriza o uso de violência para fazer as remoções.

Não são poucos os exemplos de casas adquiridas em programas governamentais que alagaram e seus moradores perderam tudo. No lixão do Morro do Bumba, as residencias eram legalizadas... Enfim, são tantas contradições inexplicaveis, que só resta a população vaiar o Governador.

Bem vaiado, diga-se de passagem!


By uma O+* beemmmm indignada


9 comentários:

hellomotta disse...

Vamos convocar a Vaca pra hora do "Muuuuu".

Lobo Cinzento disse...

Alguém avisa o tio Sérgio que quando as coisas não conseguem mais crescer pros lados, elas começam a crescer pra cima?

Favelas edificadas? Luxo!

Beijos o+* (Mas não me bate please!)

AD disse...

Aqui tb choveu, está chovendo. E a situação em algumas regiões tb é crítica.

Caju disse...

Sérgio Cabral é um paspalhão!

Paulo Braccini disse...

Isto não é um problema só do Rio de Janeiro, de São Paulo ou de Belo Horizonte. É um problema do Brasil. É um problema nosso que precisamos tomar atitudes enquanto sociedade organizada e dar um basta a todas estas mazelas de incompetência, de descaso, de corrupção, de pouca vergonha que assola o poder público em todas as suas instâncias e esferas.

A cada 04 anos, nós temos o direito de nos manifestar oficialmente, mas extra-oficialmente qualquer hora é hora.


Dignidade e Vergonha na Cara já ...

Presidente que prega a desobediência legal ...

Supremo que põe o Arruda em Liberdade ...

Congresso comandado por Temer(s) e Sarney(s) ...

E ainda vamos ter uma assaltante de bancos e sequestadora na presidência por 4 anos, guardando o lugar para o Lulinha voltar ...

enfim ...

como já me escaldei de tudo isto ...

em Outubro mais uma vez EU VOTO NULO ... se resolve não sei ... mas o dia que a maioria optar por isto algo terá que acontecer, pois um impasse estará criado ...

bjux

;-)

Guará Matos disse...

Um presidente, governadores, prefeitos prefeitos, senadores, deputados, vereadores, desmandos, estupidez, canalhice, oportunismo, corrupação, roubos, falta de vergonha, mídia vampiresca.... Viva o Anarquismo!
Ser governado assim, não dá mais!
O Anarquismo seria a melhor forma de chutar a bunda desse bando grotesco que comanada com extrema competência o Teatro dos Horrores em que vivemos.
Pra vocês tere a idéia exata dessa "merdisse" toda, ontem por volta das 18 horas, defilava pela Avenida Rio Branco, Centro do Rio, um comboio de carros novos do Corpo e Bombeiros, juntos com enormes lanchas. Aí eu pergunto: Pra que tanta ostentação, depois que dezenas de pessoas morreram? Mostrar o quê, já que faltou bombeiros em vários pontos de tragédia e o governador Cabral por vaidade, não quis aceitar ajuda de outros estados?
É nesse estado de coisas que vivemos!

Vaca Jersey disse...

Affffffffffeeeee... já disse. E repito: vc assim indignada... me excita... hahahaha!!!!!
Morri.
De saudades tuas!
Beijozzzzzzzz!!!!!!

Diego disse...

Eu fico abismado como ninguém organiza uma passeata na Rio Branco pra protestar ante tanta paspalhada governamental.

Gato de Cheshire disse...

Existem tantas alternativas, né.. Pk n investe emt ranporte, caralho... faz uma porra de um mêtro até a puta que pariu pras pessoas poderem viver mais longe geograficamente, mas não tão longe simbolicamente... Ganha espaço...
Péssimo!!!