segunda-feira, 28 de junho de 2010

Um passo a frente, dois atrás

quando parecia que a calma ia ancorar por aqui, uma tempestade revolve as entranhas, cada vez mais estranhas...
Houve uma vez um sonho, pesadelo, aliás. A falha geológica. A fenda. Ao se abrir, trazia a tona a terra antepassada com seus esquifes e raízes, marrons. Um tempo depois, outro: um verde escuro profundo de um mar revolto, com ondas gigantescas. Uma cabine poderia descer para enxergar o que está lá no fundo. Uma colaboração de mulheres da família teceria a teia que construiria este futuro. Sempre a esperança presente mesmo nos piores pesadelos. Mas a realidade parece que escapa. Mais do que colaboração, conflito de gerações. Faltam pontos de apoio. Há armadilhas no caminho. E a mulher asterísco está quase mudando de nome para mulher interrogação. Afinal, existe mais dúvidas do que beijos, aqui... infelizmente.

11 comentários:

Sac do Amor disse...

"Sempre a esperança presente mesmo nos piores pesadelos." Eis aqui uma grande verdade, e comigo também é assim, apesar de haver medo, muitas vezes.

Mulher asterisco, se vais virar um ponto de interrogação, então somos dois, pois minha vida está de pernas para o ar, tudo está a acontecer muito rápido!

Boa semana para ti, amiga, e vê se fica sossegada, que com o tempo tudo há de passar, não?

Au revoir,
Monsieur Cvet z Juga.

hellomotta disse...

Turbulento.
Esse dá pra mandar pro Pratas da Casa, hein?

Priscila Lima disse...

o importante é seguir em frente!
Abraço

Paulo Braccini disse...

aquiete-se guria ...

bjux

;-)

Guará Matos disse...

Infelizmente em qualquer situação a dúvida supera a certeza. Não nos expomos suficiente para que a confiança seja plena.
Bj.

EFS*** disse...

Sem as dúvidas não há conhecimento, sem conhecimento não há asteriscos... ;)

Vaca Jersey disse...

aquiete-se guria ... [2]

hehehehe!!!

Mulher-Asterisco... o que seria de mim sem essa tua turbulência, hein???? Adoooooro! Força na peruca, fia... pois em breve precisará encarnar Elke Maravilha no concurso Cueca de Ouro... hahaha!
E... tipo assim... quando no texto tu diz "fenda"... quer dizer o quê? Hahahahahahaha!!!! Bjozzzzzz, minha diva!

AD disse...

mas a gente estica esta interrogação, deixa ela ereta (ui) e fácil fácil a senhorita vira exclamação.

Xero!

Caju disse...

über concordo: mas a gente estica esta interrogação, deixa ela ereta (ui) e fácil fácil a senhorita vira exclamação. [2]

Bjos

Lobo Cinzento disse...

A paz é momentânea sempre.

Alguém me ensinou que a paz não existe, porque estamos sempre ocupando nossas mentes com algo que a tira de nós.

Conviver com a turbulência devemos...

Beijos o+*!

Vaca Jersey disse...

O que que seu trabalho aprontou que bloqueou a vaquinha, heim???????
Hahahahahahahahahaha!!!!!!
Beijos, amore