sexta-feira, 24 de setembro de 2010

O Vento

Fui acordada no meio do meu sono. Dona Patroa passou uma mão por debaixo do meu pescoço, a outra tateou a cintura, e me puxou pra bem perto.
Isso fez o meu dia ficar melhor. Bem melhor aliás. Trouxe conforto o suficiente para ameninzar o desânimo de saber que vai demorar muito pra outros dias como hoje.
De férias na segunda, volto só depois do feriado, mas já sei o que vou encontrar: um buraco do lado, um silêncio maior que o tradicional.
Sem pensar muito no depois, estou contando os dias - sim, porque só entro de férias hoje na teoria, na prática, trabalho amanhã e domingo!

Meus finais de semanas estão todos quebrados, mas os dias da semana estão quase todos liberados. Torcendo pra namorada se dar férias e viajar comigo. Em todo o caso, aceito propostas para os dias livres.

Enquanto segunda não chega, continuo engolindo sapos e correndo atrás do tempo. Aliás, correndo na frente dele. E se ele me alcançar...

h'[m]

terça-feira, 21 de setembro de 2010

De olho no bolso

Se você achou que era um alerta pra eleição que vem aí, está absolutamente enganado.

Todo mundo aqui sabe que eu tô viciada nesses sites de promoção, tipo Peixe Urbano, Clube Urbano, Click On, CityBest, Clube do Desconto e lá vai...

Como esse lance de desconto online tá muito bombado, o Wallmart e a Visa se juntaram em um feito inédito:

Cada semana um produto novo em promoção. Mas não é só chegar e "", pegar o desconto. Tem que dar uma chorada!
O lance é que é engraçado e funcional. Então, se vale um desconto. A gente chora, né?

Ahh! Ficou curioso?
Entre no portal e entenda como funciona!

Hey, você aí, me dá um desconto aí?

h'´[m]

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Pedido de dicas

Estou ajudando a montar a SIPAT na empresa e fiquei encarregada de escolher um filme. O tema da semana de atividades é MUDANÇA. Vocês tem alguma dica de filme que tenha uma abordagem legal sobre mudança? Pode ser mudança de lugar ou pessoal, mas que aborde as dificuldades de lidar e se adaptar às mudanças. Partiu?

;-)

Meu senso de humor é masculino

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

FRASE DO DIA

"TODA COMPENSAÇÃO TRAZ UMA DEFORMAÇÃO"

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Comprei um peixe beta para a caçula

E não é que caiu no meu colo uma caixa?
Uma caixa que ficou guardada anos e anos no forro da casa de praia dos meus pais. Aliás, eram várias caixas de livros. Muitos livros apodrecidos já pelo tempo, pela umidade e pelos insetos. Muitos deles eram a sobra da venda da biblioteca comum que construímos eu e o pai da caçula. Sobraram poucos livros importantes e sobreviveram menos. Mas numa das caixas, preservadas, minhas agendas e/ou diários de 1982 a 1991. Na verdade, alguns eram agendas-diários, onde eu anotava e guardava lembranças, entradas de cinema ou shows, matérias de jornais que interessavam à adolescente asterisca. Achei o registro de uma geração. O show do Ira no teatro Ipanema, show do the Cure no Maracanãzinho, o primeiro Rock in Rio. Os filmes do Coppola com Matt Dylon, o favorito Rumble Fish e The outsiders.
Os livros que li. Tudo. As brigas e questionamentos com o primeiro namorado sério. Recomendações para o meu futuro, como por exemplo, fazer Ioga. Encontrei muitas cartas que escrevi para mim mesma, buscando entender o que sentia. Encontrei outras reclamando de que escrever era uma forma de racionalizar e que eu deveria romper com isso e partir para o mundo de peito aberto. E segui este último conselho. E de tanto que confiei, que me f* e fiquei sem escrever por outros tantos anos. Até começar este blog.
A vida tem destas coisas. Justamente no momento que eu me reconcilio com o desbafo escrito através do Blog. No exato momento em que a análise está remexendo minha adolescência para eu conseguir lidar com a adolescência da caçula. No mesmo momento em que retomo a convivência com amigos e o ex-namorado desta época. Neste momento, esta caixa retorna para mim, ajudando a preencher as lacunas de uma mente quixotesca com sequelas causadas pelo excesso de cerveja e fumaça dos anos de batalhas e derrotas...
E é por isso que escrevo. Porque estou me reconciliando com alguém mais cuidadosa e nem por isso, menos corajosa ou confusa, mas que sentia que tinha toda uma vida pela frente para buscar o saber.

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Comunicação x Interpretação

Tenho encontrado muito em problema em me fazer clara. Além de perceber que eu sequer consigo pronunciar "Petrobras" sem me enrolar com a minha própria lingua, descobri que a lingua que falo é completamente diferente do mundo afora.
A o+* é uma que só queria falar comigo por meios escritos, já que entender algo que eu falo é realmente complicado, mas, agora, nem isso tá me salvando.
Escrevo uma mensagem pra primeira dama, e ela simplesmente entende algo absolutamente o contrário. Um texto que deveria ser fofo, aparece meio grosseiro. Faço uma piada, soa como agressão.
Um fala o que quer, outro entende o que dá na telha... Nisso, se passou um dia inteiro, cheio de alfinetadas pra lá e pra cá, e eu continuo sem entender que merda de hora é pra eu estar no xtudão.

Desculpa o mero desabafo.

h'[m]

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Tautologia

Então eu dei carona para uma amiga e papo vai, papo vem, eu disse que estava me achando feia e gorda. No dia seguinte ela aparece toda animada e me dá um CD de auto ajuda chamado aprendendo a gostar de si mesma: - Começa a escutar agora!
Segui as instruções, porque ainda que eu seja rebelde, sou obediente. Não acreditam? Sou mesmo. Teimosa mas obediente.
Comecei a escutar uma mulher com voz de veludo (e musica de relaxamento ao fundo) dizendo que primeiro passo é parar de me criticar. Vou obedecer! Mas acho que primeiro vou ter que parar de me criticar...