segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Air Open, Vale!

É sério que muita gente não tá sabendo do Vale Open Air?
Eu tô meio na dúvida se quero ir em todos ou se quero ir em nenhum. Essa idéia super seria válida em epoca de frio, né? No calor... já ouvi vários comentários negativos.
A questão é que tem vááários filmes que tô louca pra ver: 90 minutos, Phillip Morris, Atividade Paranormal... Tudo bem que esse último já tá no circuito normal, já, mas tem show da Mart'nália! Deve ser considerado!
Dia 9 será sagrado e obrigatório (o show!), afinal, Maria Gadu e Ana Cañas.

Bom, a princípio, vou nos dias 1, 3, 9 e 10.
Vale lembrar que ainda tá rolando no CCBB a mostra Almodóvar, e quarta feira tem "Tudo sobre minha mãe" e "Fale com ela".
Querendo, é só colar! =]

h'[m]

8 ou 80?

Por eu nem sei o que eu sei.
Nem acho o que eu acho.
E nem penso o que eu penso! hahahah


Tal do Amor (8 e 80)
Jay Vaquer
Composição: Jay Vaquer

Às vezes me sinto a peça faltando em você
Às vezes me sinto à beça, você nem merece ter

Às vezes me sinto um castigo,uma praga, sua maldição
Às vezes me sinto um abrigo,uma graça, sua salvação

Mas se me desmantelo ao acaso
Logo me refaço ao sabor do vento que sopra a favor
8 e 80 por ruas estreitas do pensamento
De todo bom jogador

Às vezes me sinto um ódio sobrando em você
Às vezes me sinto um país que você nunca vai conhecer

Às vezes me sinto arriado nos quatro pneus
Às vezes me sinto nomeado interino de Deus

Mas se me desmantelo ao acaso
Logo me refaço ao sabor do vento que sopra a favor
8 e 80 por ruas estreitas do pensamento
De todo bom jogador
E se a gente perder
Que seja derrota suada, sofrida, roubada...
De mão beijada nem a pau!
E se a gente ganhar
Que seja vitória disputada, merecida, conquistada...
Vou pro pau!
Apostar na parte bacana do tal do amor
Do tal do amor

Tal mãe, tal filha

Enquanto eu to semi-irritadinha por estar com cólica e por não poder jogar fut hoje, mamãe tá de super mal humor.
Ontem foi dia de vitória do Elite, do Expresso, do Mengão (agora líder) mas da de-rro-ta (separação sonora!) da mestruação.
Se não fossem esses damn days, a vida seria muito mais divertida. Five days out! Humpf!
h'[m]

Tudo errado

É...já que é para ser dessas, sou dessas que sofrem por mês. Sou mesmo. Do tipo irritante. Ontem fiquei irritada por acordar tarde. Hoje estou irritada por acordar cedo. Minha vontade é que eu não precise falar com ninguém, e, se me pedir conselho, eu rosno. Gritei, chorei e estourei a toa. Depois pedi desculpas, claro ...porque a única coisa que me levou a isso estava dentro de mim ...e nem me pergunte o que é, pois é aquilo mesmo. Minha TPM tem o dom de se definir pelo que ela não é. Nunca sei quando estou com TPM. Só sei que estava com TPM quando a mesntruação chega. Mas aí eu começo a saber o que tenho, TM. Porque não sei quem definiu que a tensão era "pré". A minha é pré, mas é durante. E durante fica pior, pois junta com as cólicas, dores de cabeça, dor de barriga, enjôos. E tem um fator que sé extremamente agravante dos sintomas da TPM: a falta. Falta de sexo e falta de exercício. Não é falta de namorado, não. Pois sempre termino meus namoros ou arrumo uma boa briga na TPM. Volto atrás, é lógico. Mas tenho uma atração suicida por DRs nesta época do mês. E não há resposta ou reação possível que não provoque em mim uma sensação de estar sendo injustiçada pela vida. Mas ter sexo e/ou fazer exercício regularmente torna meus sintomas bem mais amenos. Acho que sexo e exercício são mais ou menos a mesma coisa. E claro que no sexo tem um antes que é demais....quando o desejo se apresenta e fala o seu nome. Uau!. E, no exercício, é aquele lance de obrigação... a dificuldade de dar o primeiro passo. Mas no depois, é praticamente a mesma coisa. Se ficar molinha e suspirando é que foi bom. Por isso que estava adorando jogar bola na hora do almoço. Não foi a toa que me curei do do fim de namoro com aquele cara bom de cama aprendendo a correr na esteira.
Mas cá estou eu escrevendo sobre o que sei que tenho que fazer e não faço há quase um ano. Mas tenho medo de recomeçar. Medo de sentir dor muscular. Medo de ver que não consigo um bom desempenho. Preguiça de trocar de roupa. Agora me diz se não sá para eu me irritar comigo??? Pois é, eu fico extremamente IRRITADA comigo por não estar fazendo exercício e ter comido dois potes de docinho de aniversário, ontem. E mais um pote ante-ontem. E ainda ter trazido mais um para comer aqui.
Eu sou irritante. Incoerente. E estou extremamente mal-humorada.

Edited:

Eu mato a cobra e mostro o pau. Vejam a prova do que eu disse acima. Isto acabou de ocorrer e nem me dei conta...auahauahauaha

Eu: Vc leu o livreiro de Cabul?
Ele: yeap
Eu: e é bom?
Ele: sim
Eu: sim , bonzinho ou sim, muito bom?
Ele: É bom. Gostei. Vc vai gostar ainda mais pois trata-se de como as mulheres vivem no mundo muçulmano ou sub-humano
Eu: eitcha! Posso ficar irritada com isso
Ele: vais ficar puta da cara, indignada
Eu: e isso é bom? Vc já gostou mais de mim
Ele: Vais poder comparar a nossa com a cultura deles
Ele: Como assim?
Eu: não querias me ver nunca chateada
Ele: Putz!

domingo, 29 de novembro de 2009

Quitandinha [I]

Chegando de viagem com uma sensação meeeega estranha, mas, graças a Shiva, chegamos perfeitamente bem.
Depois de um final de semana quase 24h non-stop-driving, até que a minha cama me caiu super bem! Se bem que ser a motorista-de-todas-as-rodadas-skol foi super gostosinho! descobri que eu, realmente, adoro dirigir!
Pérolas da viagem ficam para os próximos capítulos.
h'[m]

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Bom fim de semana para nós

De malas prontas

Não é bem uma mala, é uma mochila. Pequena. Me senti uma vitoriosa ontem. Fazendo as malas com o mínimo dispêndio de tempo e espaço. Não trouxe o note, tô na dúvida se tô arrependida ou não. Já viu alguém não saber se está arrependida? É, tô assim.

Tô ansiosa apesar de estar me sentindo indecisa. Quero ir, mas quero ficar. Sabe?
Pra quem não sabe aonde que ir, qualquer caminho serve. Tô me deixando levar pelos impulsos. A verdade é que eu precisava de uns 3 dias na casa da minha mãe, e sem o celular. Lógico, eu não conseguiria. A última vez que eu consegui ficar sem celular - ou não dei a mínima pra ele - foi em Saquarema, mas até então, tá facilmente justificável.

Tá rolando uma luta interna absurda. Eu quero duas coisas distintas. É como se eu sentasse numa gangorra e quisesse que os dois lados estivessem no alto. Quero desisti, mas não sou de desisti. Dá pra entender?
Tô tentando fazer uma reconstrução interna. Reforçar a auto-estima e auto-confiança. Canto pra mim mesma o hino do Elite. E a frase martela: "Eu quero. Eu posso!"

O problema, pra variar, é de matemática, e matematicamente falando: É só considerar os termos: EG = "eu gosto", VG="você gosta", EQ="eu quero" e VN="você não". Como que a soma de dois fatores [EG + VG], tendem a equação [EQ + VN = 0]? Considerando também que "eu quero" seja completamente diferente de "você não", como resolver essa indeterminação?
Nota de cabeçalho e dica do autor: VN tá estranho, tendendo a zero. EQ, tende a +.

É... preciso estudar cálculo!
h'[m]

Maravilhosamente perigosa




Pegando carona na linha "Rio - Denúncia" do blog, estou postando uma matéria que recebi por emeio e muito me impressionou. Entrou na minha lista de tarefas verificar se a materia é procedente, quem sabe fazer uma consulta ao CREA....

Maravilhosamente Suja

Vou repetir aqui, o assunto de terça: a sujeira do Rio. Repito o assunto porque ele muito me interessa. Como carioca apaixonada, como cidadã educadinha e como admiradora de belas paisagens.

O foco dessa vez, é o centro da cidade. Em uma reportagem do jornal O Globo - que você pode acessar por aqui - o prefeito disse que quer dar um "susto" no carioca, e vai brincar de "um dia sem gari", a princípio, ele citou Ipanema e a Rio Branco como principais focos e, ao contrário da posição do meu atual blogueiro favorito, eu não sou tão contra assim.
Eu acho que não vai vai resolver, porque o carioca é burro e teimoso mesmo, mas, se for pra causar impacto e tentar colher alguma coisa no futuro... eu aceito pagar pra ver.

Uma coisa que me chamou atenção na reportagem, foi a citação dos benditos entregadorezinhos dos malditos papeizinhos de crédito pessoal. Gente, isso é um karma! É o TOP10 das coisas mais irritantes do Rio de Janeiro.
Todos os dias, eu agradeço por trabalhar aqui no fundinho de mundo. Ir pro centro de noite (faculdade) é uma glória perto de ter que passar pela Pres. Vargas na hora do almoço. Além desses panfletinhos chatospracaraleo que nos obrigam a uma malhação diária, o centro tem um cheiro tão desagradável que não sei como as pessoas não perdem a fome. Eu poderia me tornar anoréxica se eu trabalhasse por ali.
Vou anotar isso e mandar como sugestão pro prefeito: providências quanto a estabelecimentos que produzirem chorume. Até porque tem uns que deixam a calçada im-pra-ti-cá-vel. Canso de ver pedestre andando pelo canto da rua.
Definitivamente, chinelo e Pres. Vargas são duas coisas que não combinam.

O centro do rio, além de degradado, está sujo, mal-cheiroso e barulhento. Mas a gente, que é carioca apaixonado, usa o lema dos 3 macacos: não vejo, não ouço, não falo.
Afinal, falar pra quem, né? Se todo mundo vê e não faz nada, por que eu iria fazer? ¬¬

Horóscopo de 27/11/2009

à pedidos...

O meu...
Gêmeos - de 21/05 a 20/06 - regente: Mercúrio
Apesar de o período prometer sucesso profissional, há um certo risco de perder dinheiro e prestígio se não tiver flexibilidade suficiente para se adaptar a novas circunstâncias. Fique atento às novidades. Você é capaz de reconhecer uma coisa boa quando ela ainda é uma semente.

E o dela...

Sagitário - de 22/11 a 21/12 - regente: Júpiter
O Sol está lhe trazendo uma nova maneira de ver a si mesmo e ao mundo; abrindo seus olhos para algumas coisas importantes. Às vezes você tem muita confiança em si, subestima o inimigo, e acaba entrando pelo cano. Saia deste ciclo vicioso: ter talento não garante o sucesso.

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Eu acredito no hexa!!!!

video

Uma questão de matemática

Imaginem a seguinte situação: Comecei o futebol no time dos sem camisa's. Quando o placar tava S/C 3 x 0 C/C, com 3 gols meus, um jogador sai e eu passo pro time dos com camisa's.

Se o Jogo acaba S/C 8 x 5 C/C, eu ganhei, perdi ou empatei? ¬¬

E junto com o Papai Noel... [2]

... vem a velha história dos presentes. Todo mundo é mais feliz no natal. Rico também?

Esse assunto, na verdade, tá fresquinho na minha cabeça por um pseudo papo que eu tive ontem com ela no msn. Papo, não, monólogo.
Eu gostava de aniversário quando era criança, bem pirralha. Era o dia que minha mãe me mimava.. as vezes, até me deixava faltar a aula de natação. Tinha azeitona, e a Sônia fazia bolo de batata quando eu pedia.
Na adolescência começou a aversão. Sair de casa era sinônimo de ovo e, consequentemente, extresse e mal-humor. Sempre achei rídiculo: rí-di-cu-lo. E o pior: tem gente que gosta. Eu, definitivamente, não. Cada um com seu cada um.
Hoje eu não ligo. Meu aniversário desse ano, por exemplo, só foi comemorado depois de muita insistência da amiga blogueira, o que agradeço de coração porque o dia foi absurdamente agradável. Perfeito, eu diria. Poucos dos bons amigos, batata frita gratinada e cerveja gelada de toda cor e nacionalidade. Coisas que estão no TOP10 da minha vida.
Na verdade, aniversário não me incomoda. O que me incomoda não é a data ou a idade. Mas o que essa data pressiona nas pessoas. Esse lance de ter que ligar, de ter que dar presente. Argh! Isso tudo me dá preguiça. A questão não é dar presente, e sim, estar, ser presente. Difícil entender?

E de aniversário pra natal, é um pulo. Junto com a barriga do papai noel vem a campanha capitalista, vontade consumista. De se fazer presente com um presente - geralmente, material.
Para efeito de informação: eu não dou presentes em datas comemorativas - no geral, não. Não vou pensar: "aniversário de fulano, tenho que comprar um presente". Se você pensa assim, que bom pra você. Repetindo: cada um com seu cada um. Acredito que uma data pode, no máximo, ser uma desculpa, nunca o motivo.
Pensa bem: se eu sou meio aversa a ter que ligar para parabenizar, imagina, "ter" que gastar pra "se fazer lembrar"? É, não faz mesmo a minha cara.
Odeio sociedade consumista. Odeio sociedade-de-faz-de-conta.

Ps.: Tô eu pronta pra dar o send no post, e meu supervisor chega com "lembrança" de natal de um fornecedor. Seria um sinal?

Deu defeito

É...não tem jeito...conserta de um lado, estraga outro. O efeito rebote de todos os ajustes que estou fazendo em mim é um novo sintoma. Minhas melecas coçam. E muito. E incomodam. Imagina só as broncas que levo da caçula por cutucar meu nariz em público?

Com saudades

Sim, saudade de um tom mais confessional, uma vez que meus posts andavam muito distantes e pouco íntimos. Mas fez parte de um momento em que a dor era grande demais para ser publicizada. Passei por momentos nos quais fui posta à prova e nenhuma palavra escrita conseguiria exprimir o que foi me virar do avesso, enquanto isso acontecia.
Hoje comemoro 4 dias sem aborrecimento com a aborrecente: Novo recorde. Parece a plaquinha nas paredes das empresas- " xx dias sem acidente de trabalho ". E é isso mesmo: prevenção e correção das causas geradoras. Um dia de cada vez, tal qual AA. E, também, um plano na cabeça e nenhuma câmera na mão.
Pude dar os passos que dei e continuo, pois estou amparada de todos os lados possíveis. Me preparei para isso.
Faltam ainda algumas resoluções de ano novo que vão fazer em breve mais um aniversário: emegrecer é uma delas, talvez a mais premente.
Não há dúvidas sobre o "yes, we can". Não, realmente não há.
E, citando o meu post anterior:

-Vai se fuder, Mc Donald´s!

A gordinha no espelho

Certa vez, uma gordinha estava em frente ao espelho de um banheiro feminino, tentando se admirar. Para piorar ainda mais a sua falta de auto-estima, entra uma loira de olhos zuis,cintura fina, vestindo uma justa calça de couro. Ela se olha no espelho, se admira, e arruma os cabelos, para o desespero da gordinha, que olha cheia de inveja para os esculturais dotes da moça. Então, a loira se encara no espelho e, toda cheia de si, sussurra:
- Obrigada, Diet Coke - e sai desfilando do banheiro.
A gordinha fica paralisada com o lápis borrando a boca enquanto vê a loira saindo. Então ela tenta se conformar e se contentar com o que tem,quando, antes dela se recompor, entra uma maravilhosa morena ainda mais sensual do que a loira: corpo escultural,delicado, umbigo à mostra, saia justa e um olhar muito sedutor. Ela olha fixamente para o espelho e convincentemente diz:
- Obrigada, Seven Day Diet - e se dirige para a porta.
A gordinha fica ainda mais arrasada e borra metade do rosto com batom...Nesse momento, entra uma modelo maravilhosa de 1.80 de altura, cabelos ruivos, olhos azuis e pele clara.
Com ar de superioridade, ela pára alguns minutos em frente ao espelho e incansavelmente se admira. A gordinha já estava quase explodindo de raiva, quando a modelo termina de se arrumar, chega perto do espelho e diz:
- Obrigada, Diet Shake - e sai lentamente do banheiro.
Nisso, a gordinha, farta de toda aquela humilhação, rapidamente termina de se pintar, olha para o espelho e diz:
- Vai se fuder Mc Donalds!...

Quando eu falo...

que o O Globo me assusta...


Gêmeos - de 21/05 a 20/06 - regente: Mercúrio
Se surgir alguma possibilidade de viagem nesta fase, você deve aproveitar, pois esta lhe trará muito lucro e satisfação. Prestígio na vida profissional, reconhecimento de chefes ou superiores, depois de muita batalha. Mas não fique um chato em casa, falando só de trabalho.
El Bafon!
E se passava alguma remoooota possibilidade de eu furar na viagem com as meninas, agora, certamente, não passa mais. A terra do pai da aviação que nos aguarde!

Piada interna:
Local selencioso e privilegiado”.
"Eles juram que vai ter silencio quando a gente chegar lá? Sonhou!"
hahahahaha

E pra outra:
Sagitário - de 22/11 a 21/12 - regente: Júpiter
Diplomacia em baixa; cuidado falar o que lhe der na telha e depois não saber onde se esconder. Evite alfinetar as pessoas, mesmo que sem querer, meio distraidamente. Na vida íntima, você está afetuoso e protetor, mas corre o risco de se tornar autoritário. Olha o equilíbrio.

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Melhor que injeção na testa

Durante essa e a próxima semanas, o CCBB está no Projeto CCBB Cine, que apresenta - de grátis - diversos filmes do Almodóvar. Pra quem gosta dos espetááááculos Penélope Cruz e Gael García Bernal, é uma ótima oportunidade de coliriar os olhos.
A programação completa você encontra aqui.

Ainda no CCBB, essa é a última semana pra curtir Woody Allen no mesmo esquema citado acima! A programação do Woody tá aqui.

Como a entrada é franca, ninguém vai ter desculpa pra ficar em casa!
Hoje eu tô enrolada. Mas se alguém quiser me convidar pra fazer/ver algo amanhã, eu tô facinha! =P

h'[m]

Gosmantico

Morrer de amor... Lua nova é bem assim: Morrer não é pior que perder a pessoa amada. Aí, a caçula chora e chora. E chora mais lembrando.
E eu também lembro...
Lembra da tua primeira separação? Você achava que tinha que voltar porque não era normal sentir tanta falta dele, mas quando voltava percebia que não estava gostando mais como namorado...não conseguia namorar nem se separar...e ficou uns 2 anos assim =p
Agora dá para rir muito, mas na época era insuportável viver assim.
As primeiras emoções da vida adulta,as dores de amores, na ficção ou na realidade, são mesmo muito estranhas. Até porque a gente nem sabia que tinha isso tudo dentro da gente...

Cho-ca-da

Gêmeos - de 21/05 a 20/06 - regente: Mercúrio
Energia e vigor; sentimentos vibrantes, intensos. Aproveite para colocar o trabalho em dia e fazer tudo o que você tinha que fazer mas não fazia porque estava com medo. Às vezes, a gente disfarça o medo de errar dizendo que não quer, que não encontra tempo, etc.
Tá, né?


***Edited***
Sagitário - de 22/11 a 21/12 - regente: Júpiter
Dia tranquilo, em que você terá maior tendência para a calma e reflexão. Fará uma pausa positiva para de refazer da batalha pela vida, sem amargura, cansaço ou desilusão. Ao contrário: você é daquelas raras pessoas que conseguem se dar por satisfeitas, de vez em quando.
Tá na mão!

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Voltando para a Terra

O chamado tá valendo para mim. Fechei 6 processos.

Parabéns para mim!!!

Felizinha da Silva. Dirigindo e sem fumar!!!!!!

Terra chamando Marte

Preciso que meus pensamentos voltem pra dentro da minha cabeça em carater de emergência. É pedir muito?
Preciso me concentrar no trabalho, na faculdade...
Preciso voltar pro meu eu, e logo!
Atenção! Atenção! Foco, equipe! Foooocoooo!

E só descobriram o pré-sal por causa disso...

O mal do carioca

A matéria de topo de página do O Globo, fala de uma coisa que eu sempre afirmei e fui bastante criticada: O carioca é muito porco.
Seja na praia, na estrada ou mesmo na calçada, um carioca sempre faz o ar de "flamenguista": quando não faz merda na entrada, faz na saída.
O problema é que é tudo uma questão de cultura. E se o calor insuportável em que o Rio se encontra nos últimos dias tem ou não a ver com o aquecimento global e nosso permanente consumismo, não interessa aos cariocas.
É nessas horas que tenho vontade de morar em Rio Grande. Aliás, nem precisa ir muito longe. Carioca vive dizendo que paulista é um bicho dos diabos, e ele pode até ser. Paulista é estressadinho-da-estrela mas, pelo menos, é limpinho.

Estou iniciando agora a campanha: Sou carioca, mas sou limpinho!
Quem vem comigo?

h'[m]

Hoje tem festa lá no meu apê

Hahahaha. 1 mês sem fumar. Comemoração no cinema vendo Lua Nova. Quem vai?

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

E junto com o Papai Noel... [1]

Quanto mais nos aproximamos do final de ano, mais aparecem coisas que me irritam. Odeio pseudo-espirito-natalino. Aquela coisa de que todo mundo perdoa todo mundo, todo mundo fala com todo mundo... Até o primeiro dia útil do ano seguinte.

Hoje me assustei ao deixar o carro pra fazer a "tosa". Nem chegamos no mês de Dezembro e hoje recebi o primeiro "convite" pra participar daquela nossa velha conhecida: a tal caixinha de final do ano.
Eu até entendo que exista 13º, e bla bla bla. Mas, pela lógica, todo mundo recebe 13º, não? Por que eu tenho que reforçar isso?
Acho que todo mundo deve pensar: "já que todo mundo tá com dinheiro no bolso, quero um pouco pra mim também", mas a verdade é que ninguem vai lá e larga umas moedinhas no meu porta-treco.
Eu não sou exatamente contra caixinhas. Só sou contra a pressão psicológica que nos fazem quanto a isso. Bom, eu sei que eu deixei claro pro menino: "Então capricha aí, né?" e ele respondeu com aquele habitual "Pode deixar". Vale só lembrar que da última vez que ele falou isso, eu cheguei lá perguntando: "tem certeza que você já lavou o carro?" ¬¬
Só sei que se eu chegar lá e o carro estiver "normal", eu vou mandar ele enfiar a caixinha no meio de... vocês sabem onde, né?

Ah! Sim. Não tô pra muitos amigos hoje.
Então, bjonaomeliga!
h'[m]

Aquilo que parece

Aprendi uma coisa no final de semana: Quando todos os indícios levam a uma conclusão, ainda assim, você pode estar errado. Mas, geralmente, estão certos.

NOVOS DIAS

DEFINITIVAMENTE. ESTOU AMANDO DIRIGIR. BEM MELHOR QUE FUMAR.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Perseguida pelos ecologistas

Hoje, coloquei os leões em extinção. Matei mais de 300 só numa manhã.

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Bicho do Mato

(Fernanda Porto)

Hoje eu tô bicho do mato
Quero ficar só
Meu tempo o tempo todo
Sigo cada passo devagar
Sandália de dedo
Telefone que não toque
Tenho alguma coisa para dizer, mas hoje não
Som que escuto é silêncio bom
Saudade de cada canto da sala
Porta fechada
Mundo de fora trancado aqui dentro
Você não vai entender
Você vai duvidar
Mas é só isso
Hoje eu só quero ficar só
Fone de ouvido na cabeça
Milhões de coisas para pensar
Quarto quadrado, caneta e papel na mesa
Tudo me esperando
Nesse silêncio escuto tudo
Cada virada de página
Vento batendo na janela
Amor de vizinho, escuto tudo
Não sei quanto tempo mais fico por aqui
Não me sinto só, estou bem acompanhada
Espero a hora
Vem me buscar
Vem me lembrar que tudo volta

Descoberta do dia

Não posso esperar as coisas melhorarem com a caçula para dar conta do resto. Vou ter que aprender a separar as coisas.

Alguém que me Lê

O bom de dividir blog é que você nunca vai sofrer por falta de leitores. Depois do post de ontem e da ausência da amiga-blogueira, chego hoje e quase sou esquartejada com o arremesso de uma encomenda: o DVD noviiiinho do Crespúsculo. A-DO-RO!
Vou poder ver primeiro e ainda tirar o plasticozinho! =P Adoro duas vezes.

Ai ai. Hoje o dia já começou errado. Queria chegar as 6:30 pra malhar, mas disse que consegui levantar da cama? ¬¬
Pelo menos já reorganizei o meu dia e acho que agora dá pra cumprir.

Felizinha desde ontem, não sei exatamente porquê.
Uárever. Hoje tem academia, piscina e futebol!
#bjomeliga

h'[m]

Lei de Murphy

* Nada é tão ruim que não possa ficar pior.
Ontem foi o pior dia da minha vida.
Sem comentários.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Três coisas do dia

Três comentários, que eu colocaria no Twitter, caso não fosse bloqueado... (Damn!)

- Obrigada, Mari. Obrigada, Su. Pelo nome na lista da preta dia 20! Uhul! Bombaremos, pois! [tweet]
Pena que a Suellen não lembrou do nome da Dani =/
[Adorei o scrap da Mari! =)]

- Acabei de pegar meu atestado de gorda na academia. [tweet]
Eu já acordei 40 minutos antes do habitual, peguei trânsito, sim, preguei trânsitooo as 6:30 da madrugada só pra chegar aqui e ouvir o Rafa me falar que tenho que perder mais uns duzentos kilos? Pelamor, né?
Ainda bem que ele é um fofo e super me deu apoio moral e psicológico!
Vamos, então, continuar a saga (30 + 5).

- Quero ver Crepúsculo. Quem tem pra emprestar? [tweet]Não faz muito meu estilo de filme favorito, mas já ouvi tão bem sobre a produção dele, que tô curiosa. Sem contar que esse #findetipodescanso vai me servir pra tirar alguns atrasos. Tem zilhões de filmes e seriados que quero ver. Aceito empréstimos.
Se você tem: Crespúsculo, 3 macacos, Antes do Amanhecer/Antes do Pôr-do-sol, A verdade nua e crua, Bastardos Inglórios ou
qualquer outro bom filme. Por favor, me grita!
Sem mais no momento, subscrevo.
h'[m]

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Mais Que Perfeito

Dez mandamentos para não sofrer por amor

1. Amar alguém que te corresponda: é, segundo ela, uma regra de ouro, que elimina 95% das preocupações de uma relação. O equívoco mais comum é acreditar que a outra pessoa vai se apaixonar por você com o tempo.

2. Procurar alguém com quem tenha coisas em comum: Lucía reconhece que os opostos se atraem, mas que as possibilidades de estar juntos se esgotam devido a incompatibilidades intelectuais e emocionais. Universos muito diferentes, idéias políticas opostas, tudo conspira contra a relação. "Se as diferenças básicas são pequenas, as probabilidades de ter conflito são mínimas", diz ela.

3. Conheça, não imagine. Não projete: ela lembra que, cada vez mais, é comum as pessoas acreditarem que conhecem o homem ou a mulher da sua vida depois de três meses de relacionamento. "O que acontece é que todos tendemos a projetar e a idealizar quando estamos apaixonados", ressalta.

4. Não se aborreça: se o preço de não ter discussões no relacionamento é aturar tardes de domingos chatíssimas diante da TV, a coisa não vai funcionar.

5. Estabeleça as regras antes do jogo: se você quer compromisso, não adianta embarcar em relacionamentos que são apenas casuais. Muita gente mente ou oculta a verdade no início da relação para impressionar o outro, o que a autora indica como sendo um grave erro. Deve-se mostrar as expectativas desde o início de forma a não fazer com que esperem de você algo que não está disposto/a a dar.

6. Se fez com ele/a, pode fazer com você: alguém com antecedentes pouco recomendáveis sobre seus relacionamentos do passado pode ser um problema. Talvez não da mesma forma nem num primeiro momento. Se deixou outra pessoa por você, tenha em conta que poderá te deixar por outra.

7. Não sacrifique-se: nunca renuncie a algo que seja muito importante para você com o objetivo de conseguir afeto. Trabalho, amizades e família não podem ser descuidadas. Se no relacionamento vai perder parte de si mesma, de sua personalidade, daquilo que te define, não é uma relação, é um seqüestro.

8. O outro não é superior a você: ninguém é, lembra ela. É um bom conselho para mulheres. Lucía diz que começar a pensar bobagens do tipo "ele/ela é bom demais para mim" é entrar num caminho de dependência. "Uma relação tem que ser igualitária. Ou não ser", diz ela.

9. Não tenha segredos: se alguém não te aceita como você é, é porque não te aceita. Não esconda seu passado sexual, não diga que gosta de crianças se você detesta. "Ser capaz de conseguir confiança e apoio mútuos com outra pessoa é a promessa mais clara de felicidade numa relação."

10. Você merece ser feliz: se não é, busca, compara e encontre algo melhor: não acredite em bobagens do tipo "minha vida não tem sentido sem você". Uma relação nunca deve ser baseada em sofrimento ou dependência.

segunda-feira

Comecei segunda de manhã levando o carro na oficina em São Cristovão. Problema no Alternador. 2 conversas dizendo que quem eu quero é meu namorado hahahaha. Neurolinguística funciona?
Fim de semana caseiro. Muita cozinha. Algum ciúmes da caçula toda feliz com o pai e o irmão. E eu feliz por ela tb, mas com uma certa sensação de segundo plano. Normal. Bom que seja assim.
Firme no ensejo de não fumar,inclusive sem remédios. Preciso marcar consulta para pegar nova receita.
Vicio no Letroca para prevenir Alzheimer: mais de 4000 pontos.
A vida vai entrando nos eixos e o coração tá pedindo passagem...

Aprendi no Twitter

Acho que ontem começou aquele tal programa A Fazenda. É, acho. Porque nem o trabalho de procurar na internet sobre o assunto, eu me dei.
Mas acho que começou ontem porque o twitter super bombou só desse assunto. Até a @Preta Gil só falava nisso.
Morria de rir, como a gente diz twitando: #RIALTO. E o pior é que é de rir alto mesmo! Tinha horas que eu gargalhava e meu pai não entendia nada. Os pensamentos mais aleatórios possíveis se encontram por lá. Bom, eu descobri que a Lôra (Sheila Melo) vai cuidar dazameegas, digo, das galinhas. Disso ela entende, né? Nada pessoal.
A Bombom dos cavalos. Provavelmente por causa dos produtos que deve tomar. Ha-Ha-Ha [risada sarcástica]

Descobri que o Andre Segatti foi pra dar pinta, ou pinto. Será? E o Xuxa, coitado, que não tem nada a ver com a história, tá sendo super zoado - pelos twiteiros - com o tal #domeujeitinho, relembrando aquele bafafá da Xuxa no Twitter (Lembra? Aquela história do CAPS, e tal).
Não me pergunte mais nada, porque isso é tudo que consegui captar. Ahhh, não. Pera! Tem outra, a tal da Ana Paula, a bandeirinha pelada, tava de boné, também pra dar pinta(?).

Quero fazer um ranking do tipo o melhor do twitter, porque voltei a usá-lo na sexta e super tô me divertindo nele. É, é meio fútil sim. Mas risada assim de graça, quem não quer?
Fechando tipo twitter: #beijomeliga

ps.: Entendi agora o porquê da mania generalizada de # e @. Válido! (y)

h'[m]

domingo, 15 de novembro de 2009

Um sonoro glub-glub

Acordei tem menos de 5 minutos e já tô cheia de pensamento solto na cabeça.
A princípio, essa nova etapa de auto controle, eu mando mais em mim do que todas essas coisas paralelas já começou me fazendo bem. Acordar sem "ressaca" #nãotempreço. Sem aquele enjoo, mal estar.
Confesso que é bem dificil parar de beber. Não por qualquer vício. Mas sim pelo prazer que me proporcionava. Gosto do gosto. E do efeito.
Mas teve alguém que, de primeira, já gostou mais da falta desse gosto: meu bolso. Saldo final do primeiro (ou seria segundo?) dia: duas comandas mais baratas do que uma só.
Na Paolla foi um copo, no Allan foi um "dedo". Tô me sentindo a Chris com seu Bup. O ruim é que, sem a cerveja, o cigarro perde toda a graça. Exceto o L.A., logico.
Tá, eu sei, tenho péssimo gosto pras coisas, dedo podre pras escolhas, e super falta de critério pra manias.

Minha cabeça tá borbulhando de coisas, cara. Borbulhando mesmo. Aquela coisa do o quê?, por quê?, cadê?, ondê?, pra quê?.
Me senti mal duas vezes ontem. Me senti forte, umas cinco. Fiquei feliz umas quinze.

As vezes sinto que eu falo demais, sabe? #Bocadebaldedosinfernos.
Tô me sentindo mal comigo mesmo, em relação a isso. Como a Chris mesmo diz, as vezes eu me saboto. Fico pensando até quando meu altruísmo me faz bem.
Bom, tem tanta coisa martelando aqui, que vou tentar desenvolver isso um pouco mais. Longe do blog, dessa vez, porque tem determinados pensamentos que são só meus. Tem alguns segredos que eu não te conto, querido blog. hehehe

Ah! "Voltei" com o twitter. Coisas mais aleátorias, são ditas por lá!

Bem vinda a sua vida de novo, Fernanda. Tudo novo, de novo.
Um beijo, um queijo.

h'[m]

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Pergunta que dói

Minha amiga milico sempre me pega pelo calcanhar de aquiles. A última dela aconteceu ontem, no carro, enquanto eu a levava pra base.
- Fê, mas e aí. Você tá feliz?
- Se eu tô feliz, ué. Tô normal, por que?
- Não. Você tá feliz na sua vida?
- Ih, Thais, sei lá. Não tô indo muito bem no trabalho, não tô namorando, tô meio desanimada na facul e tô me estressando direto em casa... É, acho que não.

Eu não tinha reparado que meus 4 apoios não estão indo nada bem, e minha felicidade e bom humor devem ser só pelo costume habitual. Na hora bateu uma certa nostalgia, como agora. Percebi que essa agenda superlotada do último mês nada mais é do que uma maneira de fugir de todo e qualquer problema que me apareça na frente. Até do meu armário tô fugindo.
O que me anima é que consegui marcar férias pra Janeiro.
Em todo o caso, a gente lota a agenda de novo. E vâmo que vâmo.

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

DIAS ESTRANHOS

Será que esta mudança que sinto em mim é resultado de uma verdadeira mudança ou efeito da Bup. Fato que esta Bup é meio milagrosa. Não sinto fome nem ansia de comer e segura legal a ansiedade pelo cigarro...Então um suporte químico é algo a ser considerado?
Porém precisaríamos ver como vencer o mecanismo de defesa...

O plágio da Vida

As histórias se repetem. Só muda o endereço, telefone, e, as vezes, nomes dos personagens. Mas, no geral, simplesmente se repetem.
Bom pra Chris, que só precisou repetir pra Lôra tudo o que vem me falando durante a semana. Claro, com alguns retoques aqui, uma acrescentada ali e uma troca de gênero nos adjetivos, pronomes...

O importante nisso tudo é que eu assisti de camarote coisas que eu fazia e não percebia os impactos que causavam. Medo de mim. A Chris tinha razão. Sou chata. Pegajosa. Ergh!
Preciso rever isso tudo e me limpar dessas coisas que têm me puxado pra trás. Ufa. Muita informação pro dia só.

A merda do dia foi que perdi a hora na academia - mais especificamente, no vestiário do clube - e meu STIFF tá indo pro quintodosinfernos. A partir de semana que vem, Dona Fernanda, pode tratar de acordar cedo que quero a senhorita aqui de 7 as 7, ok? Ok!



Ps.: Já recebi a primeira "Campanha de Natal". O tempo tá voando.

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Bombou no Apagão

Não contente por ter que aturar a sauna que essa sala ficou hoje, porque, lógico, o apagão de ontem ocasionou falhas no sistema de ar condicionado - que nunca foi dos melhores - aqui do trabalho, o pior do dia foi aturar as 395 piadas sobre o apagão.
O que veio de frasezinha furreca com trocadilho, pps com "fotos" irônicas, e além de aturar 93,5% dos jornais do Rio falando disso... desconjuro!

Ontem corri pra casa pra postar. Esqueci que o note não depende de tomada, mas o roteador do velox, sim. Resultado: Escrevi e não consegui publicar. Mas também, quem leria?
Esqueci de publicar antes de sair, por causa do Alzheimer. Uárever.

Tá começando a trovejar e isso assusta qualquer carioca. O que me consola é que hoje tem futebol com azameegas e, do jeito que meu telefone tocou hoje, ele vai bombar.
Só pra descontrair... As melhores frases do dia:

- Extra! Extra! PRD assopra as velinhas e deixa o Brasil no escuro.
[ Analuiza, sobre o aniversário da Vânia ontem ]

- E Madonna no escuro: acende a Luz, Jesus!
[ Preta Gil, no twitter, sobre o jantar "a luz de velas" supercomentado ]

- Luz para o Brasil
[ Jesus Luz, no Twitter. Ps.: 2 votos! ]

- Acabou o expediente em Itaipu e falaram: "O último que sair apaga a luz".
O estagiário acreditou.
[ autor não identificado ]

bjomeliga
h'[m]

terça-feira, 10 de novembro de 2009

NEM GENIO DECIFRA

Um homem caminhava por uma praia da Califórnia e tropeçou numa velha lâmpada. Ele pegou-a e esfregou-a e um gênio saltou dela O gênio disse:
- OK, você me libertou da lâmpada! Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá
Esta é a quarta vez este mês e eu estou ficando enjoado destes pedidos então você pode esquecer aquela estória de três desejos.
Você tem direito a apenas um desejo e ponto final! O homem sentou e pensou por um instante Depois disse:
- Eu sempre quis ir para o Hawai, mas tenho um medo danado de voar e no mar costumo ficar enjoado.
Você poderia construir uma ponte até lá, para que eu pudesse ir dirigindo?
O gênio riu muito e disse:
- Isso é impossível!
Pense na logística do assunto.
Como as colunas de sustentação alcançariam o fundo do Oceano Pacífico?
Pense em quanto concreto, quanto aço teria que ser usado numa ponte desse tamanho!! Daria uma baita mão-de-obra!!
Isso está fora de cogitação!
De jeito nenhum!
Ponte não dá! Pense em outro desejo.
O pobre homem concordou e tentou pensar em um desejo realmente bom.
Depois de um tempo pensando, exclamou para o gênio:
- Fui casado e já me divorciei quatro vezes.
Minhas esposas sempre disseram que eu não me importava com elas e que sou um insensível.
Então, meu DESEJO é que eu possa ENTENDER as mulheres!
Saber como elas se sentem por dentro e o que estão pensando quando não falam com a gente.
Saber por que ficam emburradas por qualquer bobagem, saber por que elas choram por qualquer coisa, saber por que gastam dinheiro com tanta futilidade, saber o que elas realmente querem quando não dizem nada enfim, saber como fazê-las realmente felizes.
O gênio retruca:
- Você quer a merda da ponte com duas ou quatro pistas?????

É para vc mesma:

chupado da Internet: "Imagine um copo de cerveja pela metade: para uns, ele estará "meio vazio". Para outros, estará "meio cheio". A rigor, a opinião de ambos estará certa: a questão está na interpretação do fato, na natureza da percepção de cada um, intrinsecamente ligada à filosofia de vida dos observadores."
=p

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Contraditório?

Em contradição ao que eu disse no post anterior, 3 doses de hora extra me fizeram produzir mais do que na última semana inteira.
Pensando bem, trabalhar sozinha não é tão ruim. A gente só precisa impor boas metas: desafiadoras, porém, alcançáveis.
Bati as minhas de hoje. As de processo e as de bala garoto, que foram 4, só hoje. Finalizando em 11 x 4. Um belo saldo.
Nessas horas de ralação turbinada, eu quase não sinto o buraco da falta. Acho que eu tô achando o caminho. Aliás, acho que não tô não. Mas acho que dá pra achar. =)
h'[m]

Trabalho muito melhor em conjunto

O post da o+* deu uma animada no meu dia. Entrei no blog ontem e sábado, mas não tinha notícias da minha companheira. Isso, de uma forma, me frustrou e broxou qualquer vontade que eu tinha de externar os ocorridos (ou desocorridos).

No mesmo contexto, basicamente, lembrei que ontem eu e minha amiga milico conversávamos no carro sobre relacionamentos. Em quase 6 anos de conhecimento e 5 de amizade, acredito que ela saiba bastante coisa de mim. Até porque, ela acompanhou os meus últimos 6 relacionamentos. Do começo ao fim. Ainda que à distância.
Eu não nasci pra viver sozinha. Tenho plena certeza disso. Não gosto. Não sei. E nem quero saber.
Sou impulsiva, sim. Posso até ser meio exagerada. Mas nunca, jamais, desonesta.

Ainda que todos os meus fds estejam ocupados até o final de novembro, a verdade é que tem um buraco aqui dentro que dói de vez em quando. É que nem aquela platina nas costas que dói numa mudança de tempo.
Esse buraco tá escondido atrás de algumas coisas que taquei por cima, tentando esconder. É como um armário bagunçado que, mexendo numa coisa ou outra, o buraco reaparece e não se sabe o que fazer com ele. A gente empurra pro fundo de novo, e aí se tem mais uma ou duas semanas até reencontrá-lo novamente e, quem sabe, decidir o que fazer com ele.

Sinto falta de alguém pra dividir as coisas. De um fôlego pra enfrentar o dia, um ânimo pra correr até o final de semana. Sinto falta de uma dupla. Minha dupla.
Isso me faz pensar em me reabrir pro mundo. Porque sou boa demais pra ficar num cadastro de reserva.
h'[m]

CONSPIRAÇÃO

A postagem da filha-blogueira sobre seus cuidados com as mãos e unhas me lembraram uma matéria que li há alguns anos e guardei como prova. Sim, prova. Pois ainda acredito na justiça e que haverá um dia no qual o sistema será julgado pelos danos morais, físicos, emocionais e materiais e, também, pela calúnia e difamação à qual fomos submetidos os seres humanos que nascem com dois cromossomos X.

"Quinta, 5 de junho de 2003, 15h25 Atualizada às 15h35
Estudo diz que lavar pratos pode prevenir câncer


Um estudo realizado por pesquisadores chineses e australianos concluiu que lavar pratos pode diminuir o risco de câncer de ovário. Os resultados da pesquisa foram publicados esta semana pelo International Journal of Cancer.
O diretor da equipe de pesquisa, Colin Binns, da universidade Curtin, de Perth, afirma que o estudo realizado com 900 chinesas demostrou que o risco de câncer de ovário diminui se a atividade física aumenta. O curioso foi que lavar pratos estava entre as atividades físicas mais praticadas.
"Se as mulheres lavarem pratos 20 minutos por semana, não faz muita diferença. Mas se elas fizerem isso por 40 minutos diários, esse exercício aumentará a proteção contra o câncer de ovário", explicou Binns à Reuters. O estudo foi realizado no hospital da província de Xhejiang, ao sul de Shangai.
Segundo Binns, o estudo confirma a controversa idéia de que o exercício físico pode ajudar a prevenir o câncer de ovário e talvez outros tipos de cânceres ligados a funções hormonais da mulher, como o de útero.
Não se conhece a razão do fenômeno, porém sabe-se que a atividade física ajuda a eliminar o excesso de gordura, o que influiria na atividade hormonal. O sistema imunológico poderia, assim, ser reforçado pelo exercício físico.

Reuters

Reuters Limited - todos os direitos reservados.


"

Precisa de comentários????????
o+*

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Rehab

I say yesssssssssss
Dia após dia, com cuidado, com carinho, com delicadeza começo a tentar desfazer os nós tortos de uma tapeçaria feita às pressas e nas coxas. Paro e penso o que fazer. Tento esboçar os contornos, sem afobamento mas com urgência. Vi o futuro do caminho que já tinha sido traçado. A profecia que cumpre a si mesma. Não aceito. Não será por omissão ou desleixo. Ou por falta de condições de acertar. Dou um, dois passos atrás para ter um afastamento que me dê uma perspectiva maior. Aguço o olhar, o ouvido, o olfato...e se erro, volto atrás, pois ainda não é automatico ter outras reações das que foram acostumadas pelo habito, pelo vício. O casulo de torpor começa a ceder, irregularmente. Quem nasceu para borboleta não deve se contentar em ser lagarta.

Mafalda Rulez!


Várias coisas acontecem. De um lado, do outro.
Brigas, revelações. Como diz a amy: "babado e confusão".
Tentando aprender que a vida tem buracos, e a gente precisa, mesmo, aprender a conviver com eles.

Tô com vontade de sair pra dançar, mas nesse finde vai ser meio difícil. Pelo menos a alegria do final de semana vai ficar por conta do Jay Vaquer na sexta, que já tá garantido! =)

h'[m]

Reading list

15 dias de licença, em convalescença, foram suficientes para eu colocar algumas leituras em dia:
- Lolita
- A misteriosa chama da rainha Loana
- Leite derramado
- Crepúsculo
- Lua Nova
- Eclipse
- Amanhecer
Estes 4 últimos, li de um folego só, como uma boa viciada em histórias de aventuras mágicas...
É bom voltar a ler ficção. É bom me permitir.
Já comecei também Memorial de Aires.
Agora não vai dar mais para manter o ritmo, mas é importante que eu não pare de fazer o que gosto e que me faz bem. Ainda mais agora, que não fumo e não estou bebendo.
bjs
o+*

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

15 dias que abalaram meu mundo


It's still the same old story. A fight for love and glory. O que se aplica a todas as histórias de amor, se aplica a meu momento. Uma real mudança de perspectiva. O que parecia grande fica pequeno e o que parecia que estaria sempre ali, exige cuidados intensos. Eu, transformada pelo medo da perda, pela consciência do amor. Os sonhos ficam para trás, agora que acordo e não esqueço. A case of do or die.

Sorte e Azar


Conversei com o professor ontem e descobri que tenho um mês pra aprender a matéria do período inteiro. Pílulas do juízo estão sendo compradas e minha tarefa inicial é não esquecer de tomá-las logo ao início da manhã.
Como eu tenho a sorte de assimilar tudo muito rápido, meu maior desafio vai ser lutar conta o azar da mania de largar tudo pela metade.
Devagar e sempre. Acelerando de vez em quando.

h'[m]

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Danger! Keep Out!

Quero apresentar a vocês uma pessoa que nasceu com o dom de a-ca-bar com meu bom humor!
Minha irmã é a única pessoa no mundo que consegue isso.

Vamo fazer votação aqui pra ver quem me acha ignorante?
Minha vontade era de dar um soco no meio do nariz dela. Como não posso. Conto até mil, soco a parede, chuto o chão três vezes e bola pra frente.
h'[m]

A luta continua

De volta ao trabalho, após uma longa e necessária licença. Sem fumar desde 24/10. Muitas coisas a fazer, transformar em rotina a nova postura e não deixar que o torpor do trabalho me faça esquecer o que não posso esquecer.

domingo, 1 de novembro de 2009

5S

5s no escritório, 5s na vida.
Hora de agir e não de falar.
bjs
0+*