quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

2010: o ano da Froda

Começamos os posts neste blog com os conselhos de nosso sapinho Froid. Mas depois deste tempo, começamos a achar o anfíbio meio deprê.
Reclamamos muito, tivemos muita dor de cotevelo, muitas expectativas frustradas e mensagens mandadas ao leo. Em vão.
Neste dezembro chuvoso, parece que o tempo também quer lavar 2009.

O povo daqui já disse: Lavou, tá novo!!

Pô, mas aí não vale!

Não quero de 2010, um 2009 recauchutado.
Quero um ano novo.
E vamos parar logo com esta mania politicamente correta de reciclar!!
Não quero 2009, nem reciclado: quero meu 2010 totalmente novo!!
Novo, sem uso e de grife.
Aliás quero que 2010 seja mulher.
Maquiada, de saltos altos e vestido novo. Confortáveis, é claro!Quero 2010 sexy e alegre. Mais leve e feliz.
Por isso, estou dando umas férias para Froid. E Chamando a Froda para ficar por aqui conosco nos aconselhando a esquentar menos a cabeça e a deixar o peso da culpa de lado.
O plano é que, assim, a balança, com certeza , acuse a perda de peso...

2009 foi difícil, mas terminou dizendo que basta fazer campanhas, para ser possível!!
E como dizem os norte-americanos:Yes, we can!

Feliz ano super novo!

Tenho 2010 inteiro para consertar o estrago de uma vida de inconsequência e títulos imensos e provocativos

De quem eu poderia receber um texto como o abaixo? Da Annun, óbvio!!
E para quem ela deveria mandar? Para mim, óbvio, que passei o domingo inteiro de sol com o ar condicionado ligado, embaixo do edredom superfofo e assistindo à quinta temporada de House comendo banana com leite moça !!! Pronto, confessei!
Mas, tá bom, Annun, quando eu crescer vou ser igualzinha a você...nem vou comer nos cafés da manha daqui e vou ver os rótulos para ver se os biscoitos cream-crackers tem muito sódio antes de comê-los, aliás, vou até comer 2 cream-crackers ou 2 damascos nos intervalos entre refeições ;-)


CRÔNICA DE DANUZA LEÃO

Não há nada que me deixe mais frustrada
do que pedir sorvete de sobremesa,
contar os minutos até ele chegar
e aí ver o garçom colocar na minha
frente uma bolinha minúscula do meu
sorvete preferido..
Uma só.
Quanto mais sofisticado o restaurante
menor a porção da
sobremesa.
Aí a vontade que dá é de passar
numa loja de conveniência, comprar um litro de sorvete bem
cremoso e saborear em casa com direito a
repetir quantas vezes a gente quiser,
sem pensar em calorias, boas maneiras ou moderação.
O sorvete é só um exemplo do que
tem sido nosso cotidiano.
A vida anda cheia de meias porções, de prazeres
meia-boca, de aventuras pela metade.
A gente sai pra jantar, mas come
pouco.
Vai à festa de casamento, mas
resiste aos bombons.
Conquista a chamada liberdade
sexual, mas tem que fingir que é
difícil (a imensa maioria das mulheres
continua com pavor de ser rotulada de 'fácil').
Adora tomar um banho demorado,
mas se contém para não
desperdiçar os recursos do planeta.
Quer beijar aquele cara 20 anos mais
novo, mas tem medo de fazer papel ridículo.
Tem vontade de ficar em casa vendo
um DVD, esparramada no sofá,
mas se obriga a ir malhar.
E por aí vai.
Tantos deveres, tanta preocupação em 'acertar',
tanto empenho em passar na vida sem pegar recuperação...
Aí a vida vai ficando sem tempero,
Politicamente correta e existencialmente
sem-graça, enquanto a gente vai ficando
melancolicamente sem tesão...
Às vezes dá vontade de fazer tudo
'errado'.
Deixar de lado a régua,
o compasso,
a bússola,
a balança
e os 10 mandamentos.
Ser ridícula, inadequada, incoerente
e não estar nem aí pro que dizem e
o que pensam a nosso respeito.
Recusar prazeres incompletos e meias porções.
Até Santo Agostinho, que foi santo, uma vez se rebelou
e disse uma frase mais ou menos assim:
'Deus, dai-me continência e castidade, mas não agora'...
Nós, que não aspiramos à santidade e estamos aqui de passagem,
podemos (devemos?) desejar várias bolas de sorvete,bombons de muitos
sabores, vários beijos bem dados, a água batendo sem pressa no
corpo, o coração saciado.
Um dia a gente cria juízo.
Um dia.
Não tem que ser agora.
Por isso, garçom, por favor, me traga:
cinco bolas de sorvete de chocolate,
um sofá pra eu ver 10 episódios do 'Law and Order',
uma caixa de trufas bem macias
e o Richard Gere, nú,
embrulhado para presente.
OK?
Não necessariamente nessa ordem.
Depois a gente vê como é que faz para consertar o estrago . .

Como começar um dia

Eram 8:12 quando o telefone tocou. Ela atendeu com um sorriso estampado no rosto, a voz ainda rouca, de quem acabara de acordar. Se levantou num relance, caminhando com passos perdidos. Trocam palavras e afagos.
O telefonema de poucos minutos foi revigorante para uma noite quase virada. A despedida, e um recomeço.

O dia começou bem, para as duas.
h'[m]

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Agora vai o vídeo relativo ao post anterior

video

" Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias, a que se deu o nome de ano, foi um indivíduo genial. Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão. Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos. Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui para diante, vai ser diferente. " Carlos Drummond de Andrade.

As tears go by

Última cena da quinta temporada. Gregory entra na clínica de reabilitação ao som de "As tears go by". O primeiro episódio que lembro termina ao som the "You can´t always get what you want", também de Rolling Stones.
Se existem duas frases que definiriam 2009 para mim seriam os títulos destas músicas. Dava para lavar toda a escadaria do Bonfim, ou melhor, a da Igreja da Penha, com o que escorreu de soro fisiológico natural pelo meu rosto neste segundo semestre. E depois, era eu apontar o meu dedo interior para algum querido, que ele se afastasse de mim imediatamente. Dava até para refazer a música para "you cant never get who you want".
E tem mais Rolling Stones nesta minha despedida de 2009... Nos últimos acontecimentos desta semana, o Wild Horse, me chamou de fraca. Ora bolas, com certeza para ele não é surpresa, que se aproveitou disso sempre para abusar de mim e da filha. Fraca, Coração mole, Goleira Frangueira do Loser´s FC, Permissiva etc... no fundo, é tudo a mesma coisa. Ou não tenho sido sempre uma projeção do que vejo de mim pelo olhar dos outros? Ou não tenho procurado sempre a aprovação dos outros? Não que eu tenha agido somente em busca da aprovação, a questão é que não tenho conseguido agir sem julgar meus atos pelo olhar do "grande outro" e como não sei quem é este, acabo buscando nos fragmentos de todos os outros outrinhos.... É né? Pelo discurso já deu para ver que estou em análise....e lacaniana...rsrsrrs.
Mas é isto mesmo. Este talvez seja o insight final de 2009.
Então, que em 2010 eu seja eu para mim mesma. Que eu faça o que é certo porque é que eu acho certo. No quainta temporada, quando House tomou a metadona ao invés da hidrocodona e, sem dor, ele atendeu a um pedido dos pais do paciente apenas para ser gentil e isto acabou levando a piora do paciente, ele não fez o que era certo. Minha droga tem sido o sorriso de aprovação que me faz ser presa fácil de manipuladores adultos ou adolescentes. O que é certo tem que vir antes do que o que me consola. E isto, só eu posso fazer por mim.

Ah....isto acima é uma resolução de ano novo.

Não posso esquecer também, de subir as escadas da Igreja da Penha , afinal, promessa é dívida. E o divino, apesar de não existir, cobra suas dívidas bem melhor que eu e a Fê. Em 2010 vou preferir limpar os degraus com minha joelheira apenas uma vez do que com minhas lágrimas o ano inteiro.

Para ninguém achar que estou de mau-humor, só vou dar uma dica, clareei o cabelo semana passada e ontem escolhi salada ao invés de pizza. E para colocar a cereja em cima do bolo, vou deixar vocês com Rolling Stones do tempo em que Mick era gato e em clima up. Ahhh...e que não falte nem gatos nem climas up para mim em 2010.


video

Confissão

É impressão minha ou 2009 tá querendo se redimir comigo a menos de 72h da despedida?
Eu tô com um mega sorriso estampado no rosto, mesmo sabendo que deveria não estar. E, mesmo querendo dividir isso com alguém e sem poder, acho que ainda dá pra colher bons frutos!

Não é que o mel era bom mesmo? :-O

Cadê a outra blogueira que não chega?
h'[m]

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Clarice Lispector

Trecho do Cartão de Natal da Annun que eu só li hoje. E, enquanto eu lia, ela me flagrou e disse que precisava me mandar o poema todo, que tinha a minha cara.


Há Momentos

Há momentos na vida em que sentimos tanto
a falta de alguém que o que mais queremos
é tirar esta pessoa de nossos sonhos
e abraçá-la.

Sonhe com aquilo que você quiser.
Seja o que você quer ser,
porque você possui apenas uma vida
e nela só se tem uma chance
de fazer aquilo que se quer.

Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz.

As pessoas mais felizes
não têm as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor
das oportunidades que aparecem
em seus caminhos.

A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam.
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
E para aqueles que reconhecem
a importância das pessoas que passam por suas vidas.

O futuro mais brilhante
é baseado num passado intensamente vivido.
Você só terá sucesso na vida
quando perdoar os erros
e as decepções do passado.

A vida é curta, mas as emoções que podemos deixar
duram uma eternidade.
A vida não é de se brincar
porque um belo dia se morre.

Doeu na boca do estômago. Aduken, babe!
h'[m]

Que bafafá

Querido diário,

Acordei de muito bom humor hoje. Não sei exatamente se pela alta rotatividade da noite anterior, se pelas cervejas que eu ganhei e não bebi, ou pelos amigos que revi.
Dancei muito ontem, querido amigo. Fechei os olhos e fingi que não tinha ninguém ao meu redor, como você me aconselhou. Isso realmente funciona! Me senti como a Gadu quando canta Altar Particular. Era quase um palco. Aliás, palco mesmo, porque até no queijo eu subi, querido diário. Relembrando os velhos tempos.

Amigo, a Mari e a Júlia gêmeas não foram e fizeram falta, assim como a Bêa e a Paolla, principalmente. Algumas pessoas que não precisavam estar lá, estavam. Mas nada que interferisse no meu humor. A que mais poderia incomodar, amigo, não incomodou. Confesso que fiquei assustada, a princípio, mas logo lancei o meu olhar "é? foda-se!" e o on foi acionado. Minha auto estima ontem resolveu dar sinal de vida. Estava me sentindo tão bem. Confortável e linda, como a muito tempo não me sentia.

O ponto alto da festa, meu amigo, não tem muito a ver com algo que eu tenha feito, mas sim com algo que eu tenha visto - como diria o próprio autor, ator e diretor da cena - aos 45 do segundo tempo. Mas sobre esse fato, amigo, eu não posso comentar sem a autorização do próprio.

Imagino que você esteja esperando detalhes da noite, senhor curioso, mas informo que dessa vez vou ficar devendo. No mais, obrigada por sempre estar aqui pra me ouvir, mas a única coisa que posso dizer sobre ontem, está no título desse post: que bafáfá.

E que bafafá.
h'[m]

sábado, 26 de dezembro de 2009

Lembranças...

Meu finzinho de ano está sendo dedicado a fazer aquela faxina na alma para iniciar 2010 praticando o desapego.
Descobri hoje, lendo alguns anos de trocas de e-mails que desde março de 2008 escrevo que quero por um fim a uma história de amor que rimou com dor.
E faz pouco, segunda-feira, para ser precisa, que cedi à compreensão de que ainda meu porto, meu destino, meu abrigo são teu corpo amante amigo em minhas mãos.
Foi ante-ontem que percebi que I can´t let you go, porque escuto tua voz doce dizendo que sua alma não quer nem saber, só quer entrar em mim como tantas vezes já te viu fazer...
E assim, montei uma lista de músicas que escutamos juntos e que te dediquei.
No primeiro dia, no motel quando disseste que queria minha alma, eu respondi "Welcome to my life" ao som do radio que tocava Simple Plan. As tardes na Lagoa, fumando charutos, ouvindo Diana Kral e eu vendo na sua face o "look of love". O menino deslumbrado que se tornou homem se sentindo o proprio Mac Navalha ao pousar as suas coxas sobre as minhas coxas quando se deita. Os meses e meses que eu quiz sempre mais de ti e passei sentindo a sua falta, que foi a morte da esperança. Até que decidi dizer tchau porque o que me deste foi muito pouco ou quase nada.
E o que fazer com esta trilha? Gravar um CD em tua homenagem e te dar de presente de natal. Porque não quero que você me esqueça, não quero deixar de me sentir linda instantaneamente só porque você olhou pra mim.
Apesar do desejo de você ainda fazer morada por aqui, seria bem melhor que você pudesse me expulsar de você para que eu pudesse ser de alguém, começando a viver para valer e deixando para trás a quase vida que você não quer largar para viver, sem jogos, comigo
, Candy voice.

"Quase


Ainda pior que a convicção do não e a incerteza do talvez é a desilusão de um quase. É o quase que me incomoda, que me entristece, que me mata trazendo tudo que poderia ter sido e não foi. Quem quase ganhou ainda joga, quem quase passou ainda estuda, quem quase morreu está vivo, quem quase amou não amou.
Basta pensar nas oportunidades que escaparam pelos dedos, nas chances que se perdem por medo, nas idéias que nunca sairão do papel por essa maldita mania de viver no outono.

Pergunto-me, às vezes, o que nos leva a escolher uma vida morna; ou melhor não me pergunto, contesto. A resposta eu sei de cór, está estampada na distância e frieza dos sorrisos, na frouxidão dos abraços, na indiferença dos "Bom dia", quase que sussurrados. Sobra covardia e falta coragem até pra ser feliz.
A paixão queima, o amor enlouquece, o desejo trai. Talvez esses fossem bons motivos para decidir entre a alegria e a dor, sentir o nada, mas não são.
Se a virtude estivesse mesmo no meio termo, o mar não teria ondas, os dias seriam nublados e o arco-íris em tons de cinza. O nada não ilumina, não inspira, não aflige nem acalma, apenas amplia o vazio que cada um traz dentro de si.

Não é que fé mova montanhas, nem que todas as estrelas estejam ao alcance, para as coisas que não podem ser mudadas resta-nos somente paciência porém,preferir a derrota prévia à dúvida da vitória é desperdiçar a oportunidade de merecer. Pros erros há perdão; pros fracassos, chance; pros amores impossíveis, tempo. De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma. Um romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance. Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar. Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu.

Carlos Drummond de Andrade"

Eu acredito em Papai Noel...

Senhor Papai Noel,
Estou escrevendo esta cartinha para agradecer os presentes muito acima do que eu merecia e fazer o meu pedido para o próximo ano.
Na véspera do Natal, depois de ter sido desrespeitada pela Caçula, minha filha muito amada, mas muito rebelde, decidi que para virar o jogo, a deixaria sentir muito, mas muito mesmo a minha falta. Sabendo o quanto ela é apaixonada por mim, que morre de saudades quando passa uma semana longe de mim (o que é muito raro), uma viagem para longe viria a calhar. Assim que a saudade começasse a bater forte, ela começaria a reconhecer o quanto precisa e sente falta da mãe dela. Este seria o melhor momento para eu começar a negociar novas regras de comportamento. Com a falta da casa, das coisas e da mãe, podendo olhar a situação de longe e com os conselhos da avó paterna, ela poderia se arrepender, realmente e do fundo do coração, para dar mais valor ao que ela tem, ao invés de ficar pensando, complexada, no que não tem. Mas o que sei eu?

Felizmente, o pai dela interviu e viu que isto seria premiá-la. Ele tem toda razão. E, compreenda, o fato de ele ter dado um presente, ao contrário do que combinamos, antes de ela ter passado de ano, não quer dizer absolutamente nada, pois garanto ao senhor que ele é totalmente contrário a premios imerecidos. Mas voltando ao assunto desta cartinha... Com a desmarcação da viagem para São José dos Campos, a confusão se estabeleceu na minha casa e para sair da confusão, meu pai levou a Caçula à força para Angra, onde ela vai fazer o que eu não queria que fizesse e por isso decidi mandá-la para a casa da avó paterna. Afinal, eram estas as únicas opções já que ela não pode frequentar a casa do pai. Sabe como é, né? Em Angra, ela vai acabar andando de bicicleta, moto, lancha, vai à piscina ou à praia com os amigos... Puxa vida! Obrigada, Senhor, por ter dado para minha filha um pai tão inteligente, visionário e perspicaz. Se não fosse por ele, ela poderia ter sido premiada imerecidamente.

Felizmente, Senhor, o pai da minha filha, quando intervém, consegue ser genial e preciso, atacando o problema bem onde ele está. Desta vez, porém, ele se superou. Foi capaz de ter uma sacação incrível ao mandar sua própria mãe não receber a neta em casa, dando assim uma demonstração prática de que são os filhos que mandam em suas mães, e as mães que devem obedecer aos filhos. Não tenho dúvidas que, boa aluna para este tipo de coisa que ela é, a Caçula captou a lição e fará muito bom proveito dela. Obrigada, Senhor, por dar à minha filha um pai tão bom-exemplo.

Depois de tanta inspiração neste ano, acho que para o ano que vêm o Senhor pode ser mais econômico nos presentes. E se eu puder escolher, Papai Noel, o senhor já deve ter percebido que basta, para mim, um par de óculos escuros para eu não ficar cega, ofuscada pelo brilho da genialidade do pai da minha filha.

Desejo ao Senhor um natal a altura do que me proporcionou.

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Pensamentos Próprios

Nunca gostei de natal. Sempre considerei como aquela data triste antes da feliz. A destruição e reconstrução.
É no natal que voce começa a preparar sua retrospectiva e vê tudo de bom e de ruim que fez no ano, pra se preparar para o novo. Aí você quer tentar desejar coisas boas as outros, dividir, partilhar, aprender. Bollshit! Lenga-lenga!

Tá, eu posso parecer uma pseudo-adolescente velha, rebelde sem causa. Mas a verdade é que eu sempre pensei diferente de todos os conceitos que tentaram me ensinar. O natal é muito fake. Papai noel é fake. Sentimento natalino é fake.
Não sou apegada a datas comemorativas: páscoa, aniversário, natal... Meus pais que não esperem presente de mim no segundo domingo de maio ou agosto. Pode esperar de janeiro a dezembro, mas nunca na segunda semana de maio ou agosto.

Mas eu nem quero debater sobre isso agora, não. Agora eu quero falar que esse ano eu consegui construir minha definição de Natal.
Natal vem de nascimento, família, afeto, seio, família. Esse ano eu senti o que em nenhum outro eu senti: conforto, felicidade. Confesso que passei a quinta inteira achando um saco ter que me preparar pra encontrar a família e fazer sala. Não gosto de fazer coisas forçadas, marcadas. Confesso que cheguei lá e me arrepiei.
Poder olhar ao redor e ver que anos se passaram. Que as pessoas tomam seu rumo, mas o seio familiar continua forte. Umas separações daqui, uns imendinhos de lá. Mas, sempre, o colo disponível.
Num mundo que o tempo muda o tempo todo, poder perceber sua tia com a mesma mania, seu primo com a mesma piada é algo indescritível. Eu sou sempre mais eu, com eles.
Em especial, fiquei absolutamente feliz e satisfeita ao ter meu pai do meu lado por mais um ano, mais um dia. Ele comendo, brincando, sorrindo. Vivendo. E todo o sufoco que passei no ano de 2009 acabou valendo a pena. As perdas, as trocas. Os sonhos que tive que adiar. Nenhum deles era maior do que o desejo de permanecer no colo do pai. Nenhum.
E, depois de 25 anos, construi mais uma etapa da minha vida: a da autopreservação.

A partir de hoje, os dias 25 de dezembro não serão mais dias descartáveis. Batizo o dia 25 como o dia da proximidade. Não dos presentes. Da presença.
Porque se no corre-corre do dia-a-dia a gente esquece de regar nossa semente, vamos usar o vermelho do calendário pra nos lembrar que natal significa, também, renascimento.
h'[m]

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Vou postar só porque vocês merecem um Feliz Natal

A pedidos!

video

Obrigada parceira de blog!
Pela consultoria 881, mas, principalmente, por partilhar tantas confissões, seu blog e seus leitores comigo!

FELIZ NATAL PARA NOSOTRAS!

Obs. O post está assinado por ela, porque ela que teve o pior trabalho, baixando o vídeo e salvando no rascunho para ajudar a mamãe asterisco meio lesada dããã ...

My sweet love, we can´t let us go :'(

Eu tinha dois vídeos para postar, um alegre e natalino e outro sobre uma separação necessária,mas impossível.
A escolha acabou sendo feita por alguma coisa que aconteceu nesta manhã e que mandou minha vontade de natal para bem longe :-(((
De fato, ontem, me embasbaquei diante da versão de Candy cantada pelo Wander Wildner no especial MTV. Neofita que sou, não conhecia a versão, apesar de já ter dançado bastante o refrão com b52´s. Fui atrás da letra e pensei que deve ser mais um daqueles acasos que fazem a gente duvidar que acasos sejam apenas acasos.
Vou postar a versão com o Iggy, mais conhecida, porque meu coração precisa de empatia já que ele também não quer ir, Candy. Life´s Crazy.
É claro que vou colocar a letra, pois, assim, cantarolando, se disfarça o buraco no peito e se sorri...
video

It's a rainy afternoon
In 1990
The big city
geez it's been 20 years-
Candy-you were so fine
Beautiful beautiful
Girl from the north
You burned my heart
With a flickering torch
I had a dream that no one else could see
You gave me love for free
candy, candy , Candy
I can't let you go
All my life you're haunting me
I loved you so
Candy, candy , Candy
I can't let you go
Life is crazy
Candy baby
Yeah, well it hurt me real bad when you left
I'm glad you got out
But I miss you
I've had a hole in my heart
For so long
I've learned to fake it and
Just smile along
Down on the street
Those men are all the same
I need a love
Not gamesNot games
Candy, Candy, Candy
I can't let you go
All my life you're haunting me
I loved you so
Candy, Candy , Candy
I can't let you go
Life is crazy

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Forty-four hundred

- A Sra. Christiane está?
- Sim, é ela que está falando.
- Aqui é o Marcos da Disbarra. Seu orçamento está pronto.
- Ah sim. E por quanto ficou?
- 4400 reais

Atenção a este número. Há algo mais nele.

Pensa só.
Quando eu tinha 18 anos, eu tinha diversos amigos homens com 19 e 20 anos. Aliás, a maioria dos meus amigos eram homens.
Hoje tenho 42 e não conheço nenhum ht solteiro nesta faixa de idade. Conheço mais jovens. Conheço beeemmm mais velhos. Aliás, nem reconheço se eu vir um homem de 40, 40 e poucos anos. Não sei como é. Nunca vi. Tenho cá para mim, que os homens da minha geração foram abduzidos. Veio uma nave aqui e levou embora os últimos 4400 HTs solteiros do Rio de Janeiro. É lógico que levou embora a lembrança deles também. E uma moça (nem tão moça assim) da minha geração tem que escolher entre o adolescente e o senhor de terceira idade.
Bem que esta nave poderia passar aqui em 2010 e me levar também. E, depois, to tão empolgada em dirigir que posso começar a aprender a pilotar e mudar meu emprego para motorista de disco voador. Aposto que o conserto dele fica até mais barato do que o orçamento da concessionária para o meu Gol 2001.

FELIZ NATAL PARA NOSOTROS

Chris-T-Mas



ps.: cascata de chocolate by 0+*

Depois as pessoas perguntam porque eu só engordei depois que comecei a trabalhar aqui. Isso lá é uma mesa de café da manha?

Ahn... tá achando pouco, né? Então olha essa:



clique nas fotos para poder babar melhor!

h'[m]

Só o blog expulsa o exu das pessoas!

Seguindo a idéia do post abaixo, andei fazendo uma daquelas análises que não serve pra nada.
Percebi que dos meus 25 e-mails da página principal, 17 são e-mails do blog informando um novo comentário aqui, 3 são do orkut informando um novo scrap, 1 é de uma amiga vendendo um ingresso pra Reveillon em algum lugar e 2, apenas 2, são e-mails propriamente ditos.
Se antes o gmail era minha salvação, agora ocupa pouco menos que duas horas do meu dia.

Aqui na longínqua Terra do Quase Nunca, minha única diversão é a cadimia e o blog, até porque até o media player foi quase-censurado.
Outra diversão é o Twitter que posso postar por e-mail e receber por telefone.
Fora isso, é tudo igual, tudo é sempre igual, como a música do moptop.
E só pra outra ficar com inveja, segue o vídeo do iutubiu.

http://www.youtube.com/watch?v=36-ZPp1BaZw
video

A vida sem youtube

Tá bom que aqui quase tudo seja blocked by websense. Acho justo. E, depois, não acho tão ruim viver sem orkut e msn quando se tem um blog. Mas o que faz falta mesmo é o iútubi. Todo dia recebo uns links que prometem ser de algum assunto que me interessa e.... pimba, bloqueado. Visito o blog dos vizinhos e.... buemba, bloqueado. Fico assim pela metade. Sem comentar o post, porque não pude ver sua mensagem. E sem entender porque foi para mim que mandaram aquele e-mail. Acabo levando a dúvida para frente, porque, em casa, não lembro de ir verificar e ver os vídeos para colocar as minhas informações nos seus lugares. Fica, então, tudo desarrumado até o dia seguinte quando volto para cá e me deparo com novas interdições. Aí, me lembro que esqueci de ver os vídeos de ontem em casa e lembro que vou esquecer de ver os de hoje também. E, assim, sigo em dívida comigo e com a minha curiosidade.
No próximo ACT, vou propor a liberação do youtube aqui. Já são muitas as falhas em minha formação para eu carregar este lapso na minha comunicabilidade com os vizinhos.

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Causo da Bisa

Primeira década do século XX. A moça morava na estância e tinha recebido pouco menos que as primeiras letras de instrução. Na noite anterior, uns correligionários de seu pai tinham andado por aqueles pastos e naquela conversa animada, ela tinha entreouvido pela primeira vez algumas palavras que a encantaram, POLISSÍLABAS, claro. As palavras eram: Certamente, Impostora e Ligeireza. Nunca as tinha ouvido antes, mas estava doida para usá-las. Melhor oportunidade seria na noite seguinte, na qual iria receber a visita do filho do dono da estância vizinha e seu pretê.
Na presença do moço, a moça fica nervosa a se balançar na cadeira , respeitosamente distante da do rapaz, e a espera de uma oportunidade para impressioná-lo com sua cultura.
A gata angora de sua mãe, que segurava a vela do casal, subiu na mesa e ela dispara: -Salta daí, certamente! Oh gata bem impostora!
O rapaz segue a conversa meio espantado. E a moça, cada vez mais nervosa.
Tão nervosa que dá um impulso ainda mais forte e a cadeira de balanço rodopia jogando suas pernas para o alto (e o vestido descobre o que deveria estar coberto). A moça, após a pirueta, se levanta num pulo e pergunta prontamente: - Viu a minha ligeireza?
O rapaz, desconcertado e sorridente, responde: - Vi sim, TUDINHO, só não sabia que se chamava ligeireza!

Um tanto quanto pragmática

Meu sonho é aprender a falar coisas bonitas. Não de prosa, verso e rima, que nisso sou boa. Mas sim palavras bonitas, tipo sinapse, blasfémia, autópsia.
As vezes eu nem entendo o que uma frase quer dizer direito porque nao conheco a acepção da palavra, mas, dependendo da complexidade dela, fico atônita com sua sonoridade.
As palavras, quando bem empregadas, dão um outro ar ao texto. E eu, que jerica sou, sequer tenho essa malícia de ficar pressionando "control + botão direito" e, assim, ficar selecionando sinônimos mais vistosos.

Enquanto as palavras difíceis não perpetuem em minha humilde cabeça de banana, continuo conversando com a Chris e perguntando: "e que que significa isso?"

Furo do século

- Gente, minha campanha tá fazendo sucesso!
- "A do Se beber, não fale?" (A)
- Não, a outra, do Sexo ainda em 2009.
- "Fernanda, menos!" (C)

Ops!
O ruim de a gente poder falar merda no restaurante com suas amigas do trabalho, é que quando você chega no ambiente de trabalho, você esquece que não pode continuar o assunto.

A vantagem é que agora ainda divulguei a campanha no ambiente de trabalho. Será que recebo algum convite até o final do expediente?

Mudando de assunto, alguém tem o telefone do Carvalhão?

Limonada suiça.

Nunca mais. Nunca mais vou ao Porcão e tomo limonada suiça. O negócio pesa no estomago que é um horror.

Nova Campanha

Depois que a blogueira amiga me convenceu de que o que eu preciso é sexo, eu não consigo parar de pensar nisso.
Eu já olho pras pessoas ao meu redor imaginando quem seria um potencial ajuizador. Ajuizador sim. Já repararam que quando alguém tá de mal humor ou tende a uma maluquice crônica, a gente sempre exclama: "Isso é falta de sexo!"?
Sinceramente, não sei como meu bom humor não resolveu sair pra passeio, porque a coisa tá crítica. Tensa.

A fim de resolver isso pra começar o ano com o pé direito - na verdade, o pé é o que menos importa - resolvi lançar uma campanha: "Sexo ainda em 2009!".
Quem precisa de sexo, deve se inscrever por aqui para podermos conversar sobre medos, mitos, bloqueios...
Quem não precisa, se inscreva por aqui também e faça sua boa ação do ano. Preciso falar como? Ok. Obrigada.

(k)(t)
h'[m]

Visa

Troca de óleo, filtro de ar e filtro de óleo - 109 reais
Encher o tanque - 114 reais
Diagnóstico de revisão na concessionária - 85 reais
Resultado do orçamento dos reparos que Gaspar precisa - inimaginável

Se preparar para uma pequena aventura "on the road" nas férias, pela primeira vez na vida dirigindo, não tem preço.

Para todo o resto existe Visa com opção de pagamento mínimo e rolagem da dívida!

Que venha 2010.

Até porque 2009 já esgotou o prazo de validade faz tempo, já tá até com cheiro de estragado.

A Volta do Alemão

Eu ia postar alguma coisa específica e não lembro o que era.
Vim o caminho in-te-i-ro pensando na porra do assunto do post e já não me lembro mais.

Tão logo me lembre ou volte a me inspirar, retorno!

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Para mau entendendor, só batendo cabeça ...

Retificando informações mal compreendidas, tudo não é sexo, mas a ausência de sexo é o NADA.

Sábia é a piada sobre a vestibulanda que analisou a estrofe de Camões, “Amor é fogo que arde sem se ver, é ferida que dói e não se sente, é um contentamento descontente, dor que desatina sem doer”.

“Ah, Camões!, se vivesses hoje em dia, tomavas uns antipiréticos, uns quantos analgésicos e Prozac para a depressão. Compravas um computador, consultavas a Internet descobririas que essas dores que sentias, esses calores que te abrasavam, essas mudanças de humor repentinas, esses desatinos sem nexo, não eram feridas de amor, mas somente falta de sexo!”

Questão de Natureza

Depois de começar o dia ouvindo (lendo?) que sexo é tudo na vida de uma pessoa e que, seguindo essa lógica, eu tô deixando de viver a minha, o que mais eu posso falar sobre esse (ou qualquer outro) assunto?

domingo, 20 de dezembro de 2009

DOMINGO BEFORE CHRISTMAS

Caçula com o pai e eu aqui. Sim. Aqui no encontro das linhas amarela com vermelha. Porque preciso colocar coisas em dia, certo? Errado, porque desde que cheguei, foi o que menos fiz. Já consegui comer o sanduíche Domino´s que trouxe, ler blogs dos vizinhos e organizar as receitas para o Natal.
Vovó tava meio macambuzia e eu a animei, então acabamos já combinando o que vamos levar para a Ceia de Natal: Bacalhau com leite de coco e dendê, arroz com caju e farofa de coco. Fondue de frutas em cascata de sobremesa.
Deu água na boca?
Sim, na minha deu.
Ain, to até repensando umas coisas para o ano novo. Acho que nem vou colocar dieta na lista de resoluções. Melhor mesmo é eu colocar: MALHAR COMO UMA LOUCA. Assim, não preciso abrir mão do prazer de comer.
Boa! Novo mantra = malhar como uma louca.
E, por experiência própria, o que emagrece mesmo é correr. Então, vamos começar com uma assinatura da Runner´s World. ;-)
Se eu não aplicar o que tá escrito, pelo menos uma pilha de revistas sempre pode ser útil como com banquinho improvisado ou suporte de monitor...
Mas falando sério, o efeito colateral de correr como uma louca é que tudo seca, inclusive a bunda, vira só pele. Aí dá medo. É só ver alguém correndo para saber o que do que estou falando, nem a bochecha fica no lugar. Treme e sacode tudo. Aí, vai me dizer que isto não deixa sequelas nos tecidos??? Não acredito. Eu tenho tanto medo, que para evitar um desabamento ainda maior, fico quieta no meu canto, me mexendo o menos possível. Não é isso o que se faz para evitar avalanches?
Não duvido nada que eu encontre no caminho algum espírito de porco de plantão que me diga que eu tenho que fazer uma musculaçãozinha para segurar um pouco o efeito de tantos impactos sobre as fibras epiteliais. Humpf! Musculação já é demais! Não tem nada mais chato para eu fazer? Lavar louça, por exemplo? Bah.
Enfim, a pergunta que não quer calar é: dá para ser uma pessoa que sente tanto prazer na comida e ainda ser feliz com meu corpo?

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Porre de Palhacitus

Na próxima encarnação, quero nascer viado. Já viu algum ser mais divertido?
A maioria dos meus amigos gays tem um humor impecável. Sacação de tudo e as melhores tiradas ever.
Que eu sou viciada no blog do Daniel, isso já estava claro, mas hoje caí de paraquedas no Blog do Diego. Morri de rir! Humorzinho negro que eu adoro.

Hoje eu tô tão divertida, que até eu tô me achando a melhor companhia.
Será que isso é sinal de que eu tô virando viado?
h'[m]

Networking é tudo

Sempre falei que, nem sempre o importante é saber fazer alguma coisa. O importante é sempre saber quem faça. Segue um exemplo...

Clique na imagem para ver ampliada.

h'[m]

Mundo estranho (1)


"Atleta chilena que deu à luz em treino ganhava peso para mudar de categoria. Levantadora de pesos olímpica não sabia que estava grávida. Para obstetra, é possível que atleta não tenha percebido a gravidez."

A notícia acima foi lida na Internet. Segundo a médica, vários fatores podem ter favorecido a não terem percebido a gravidez: a moça é grandona, com ombros e quadris largos, estava tentando engordar e a menstruação de atletas é irregular.

Depois desta, eu até fiquei desconfiada que esta barriga que carrego aqui na frente possa ser uma gravidez ignorada. Bom, fato é que com o tamanho atual da minha comissão de frente, uma gravidez aqui passaria despercebida.
Mas que-papo-é-esse-mãe? diria a caçula. Eu respondo, só pode ser porque sonhei com um bebê lindo tentando mamar e nós dois, eu e o bebê, já completamente apaixonados um pelo outro. Quem sabe tenha sido aquele cheirinho azedinho no pescoço da caçula que senti ontem antes de dormir :-))

Com que roupa?

Alguém pode me dizer onde se encontram os carros do Rio de Janeiro? A operação Lei Seca, (#BLITZ ou #BOLS) tá fazendo o maior sucesso. Já devem ter tirado uns 50mil carros de circulação, porque, na moral, desde sexta passada que eu não pego um engarrafamento no Rio.
Não vou reclamar, não. Falar só atrai. Mas como semana que vem já começam as férias coletivas de metade das empresas do Rio - lógico que a minha não tá incluída - a lógica é que tenha menos fluxo de carro na semana que vem mesmo.

Outra coisa, e esse bom humor que resolveu residir em minha pessoa?
Não bastasse os dois pacotes de palhacitus que eu comi ontem, hoje parece que vi passarinho quase lilás, de tão azul.
Nem o usuário que me fez perder a semana in-te-i-ra com um pedido de urgência e, agora, tá pensando em cancelar a compra, nem o papelzinho com letras gritantes de P.R.I.O.R.I.D.A.D.E na minha mesa me colocaram pra baixo.
Ontem dei uma corrida bonita. Consegui resolver em duas horas, coisas que eu estava enrolada há duas semanas.
É, mesmo. Bom humor é fundamental.

Pra melhorar a situation, hoje tem futebolzinho misto no almoço, e depois festinha a fantasia lá em Bangúúúúúú. Dormirei na casa nova pela primeira vez.

Opa, já ia esquecendo. Hoje é dia de pagamento triplo!
Senhor Bom Humor, pode se acomodar... =]

["com que roupa eu vou
pra festa que você me convidou...
com que roupa eu vou?"]

h'[m]

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Muita Tecnologia


Enquanto eu lamentava meu saldo bancário completamente menstruado, fuxico daqui e dali e descubro um erro do banco: pagamento duplicado. Paguei minha fatura no dia que a recebi, e o banco descontou, de novo, no dia do vencimento. Resultado: o saldo era pra estar quase ciano.
Fiquei na dúvida se deixava o dinheiro como saldo pra próxima fatura - já que eu já não tava contando com ele mesmo - ou se pedia estorno. Resolvi pedir o estorno pelo simples fato de já meio que avisar ao banco que me recuso a pagar juros do cheque-especial. Aliás, acho digno eles me pagarem juros por retirar o meu dinheiro da incorretamente. Quando eu uso o dinheiro deles eu não pago? Por que eles não pagam quando usam o meu? ¬¬
Enfim. Como já era quase 16h, me bateu aquela preguiça de ter que correr até a agência e resolvi usar uma das funcionalidades do banco: Disque Real.
Depois de ficar uns 15 minutos procurando o telefone em qualquer lugar, descobri que eu precisaria de uma senha que teriam me dado quando abri a conta. Ahn? Quatro, cinco anos atrás! Oi?
Lógico que eu não lembraria. Esperta, pensei: "Eles devem ter alguma técnica de recuperar senha!", então resolvi seguir a mocinha super simpática do telefone. Teclei 3, teclei 2. E fui teclando.. X, Y, Z, A...
Não sei porque cargas d'água eu sempre caia no carinha do suporte e na última, depois da terceira vez, fui informada que minha senha estaria bloqueada por insistência de erro. Oi?
Taquipa, mané! Me fudi de verde e amarelo. Tentei fugir da agência, mas lá terei de estar amanhã pra resolver isso.
Mas, fora essa dor de cabeça desnecessária, temos dois pontos positivos: o dinheiro que eu achei que tinha gasto e não gastei, e fuxicando daqui e dali, achei um orientativo sobre como acessar o documento da fatura online. Que ótimo! Eu recebia as faturas por e-ail faz uns 10 meses e nunca consegui acessá-las. Nunca!
Até comecei a achar que essas mil-e-uma funcionalidades dos bancos servem pra alguma coisa.

E já que temos um $$ extra, que tal um chope?
h'[m]

Bom negócio

Demos partida na linha de produção de réplicas de catedrais aqui na terra de Macunaíma.

Tivemos que desistir de importar as réplicas da catedral de Milão, porque recebemos diversas mensagens criticando o blog por não respeitar o Conteúdo Nacional Mínimo. Nossa impressão é que saímos ganhando, pois, justiça seja feita, a Catedral de Brasília, nosso primeiro modelo, não deixa nada a dever para a original no quesito extremidades pontiagudas.

Os brinquedinhos serão vendidos devidamente acondicionados, embalados, com certificado de garantia e manual de intruções. No manual, além de informações sobre os diferentes tipos de arremesso, também tomamos a liberdade de colocar a foto do tupiniquim mais indicado a receber o presente.
Aceitamos encomendas na sede da holding Loser´s M.E.

Tem vaga?

Impávido colosso (chupado da coluna de Ancelmo Gois)

Acredite. A 11ª Câmara Cível do Rio aceitou, por dois votos a um, o pedido de uma moça que queria anular seu casamento porque o... digamos... “pitanga” do marido seria muito grande.
O relator votou pela improcedência, sob o argumento de que ela chiava “justamente do que é o desejo de toda mulher”.
Na mão do perito...
A história, sem trocadilho, é mais... comprida. É que, para tirar a prova dos nove, a Justiça encomendou um laudo a um perito, que precisou medir o dito cujo do marido da autora.
“O pênis, em repouso na mão do perito, media... 12cm”, disse o laudo, “o que, realmente, era desconfortável para a mulher”.
No mais...
É dura a vida do perito. Com todo o respeito.

------------------------------------------------------------------------------------

Não sei nem o que dizer, só que ando pensando em mudar de profissão.
Afinal, uma pessoa tem que trabalhar ou por dinheiro ou por prazer...

Presentes de Natal (dicas)

http://oglobo.globo.com/mundo/mat/2009/12/15/estatueta-usada-em-ataque-berlusconi-tem-aumento-de-vendas-premier-ferido-posto-em-presepio-na-italia-915217678.asp

Como já poderíamos imaginar, o gadget mais cobiçado neste natal é a replica da Catedral de Milão.
Estamos até pensando em abrir uma linha de importação do objeto para faturarmos alguma coisa também aqui no hemisfério sul.

Afinal, o abono de natal da Peroba já partiu sem nem ter chegado. Fui, mas já devia ter ido. Abono, me leva junto!

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Retrospectiva

Estava fuxicando em nosso blog desde suas primeiras postagens em julho. Curiosamente, algumas queixas e personagens continuam se repetindo. Tá me parecendo que tá na hora de dar uma chacoalhada e levar mais a sério, nesta virada de ano, a terefa de fazer algumas mandingas para desencantar o blog e as blogueiras.
Isto aí. 15 dias de de despedida de 2009. Hora de fazer os balanços e preparar a casa para o futuro que já está chegando.

Absoluta

E por falar em vídeo que cai no iutubi....

Sou uma mulher de poucos preconceitos. Aberta à todo tipo de notas de rodapé, notas do editor e do tradutor
. Mas acho que já estou passando dos limites quando peço conselhos à Stephany.
Mas fazer o que se a pimpolha sabe tudo de DR?
Daqui para a frente só faço que nem ela, saio por aí no meu Gol, linda e absoluta.
Não te espero mais.


Trava-Lingua

Ontem eu vi rapidinho - pela cam mesmo - o vídeo que fizemos no Itahy, sábado.
Fiquei impressionada com o quanto eu falo rápido. É sério que eu falo assim? E é sério que as pessoas conseguem me entender?
O vídeo será devidamente editado, retirando alguns nomes impronunciáveis e, após isso, provavelmente, vai cair pelo youtube. Linko depois.
Depois que ele cair no iutúbiu, aceitarei proportas para narração de jogo de futebol, corrida de cavalo e até pra apresentação em rodeios. Aliás, sou boa de rodeios, né?
h'[m]

Tolerância zero

EUA reiteram que não assinam proibição de minas terrestres

A notícia acima decepcionou ativistas que esperavam que Obama, Nobel da Paz, afrouxasse a política de guerra de seus antecessores.
De minha parte, estranho bastante porque alguém cria ou participa de um movimento pela proibição das minas terrestres.
Estranho mesmo.
Não que eu seja favorável às minas terrestres. Não sou. Ao contrário. Mas também não sou favorável a misseis e bombardeios, tão pouco.
Meu estranhamento vem justamente daí. Não há dúvida que as minas são desumanas e continuam fazendo vítimas por anos e anos. Mas me pergunto o que não há de desumano numa cidade ser bombardeada e destruída ou então ocupada por exercitos estrangeiros que agridem e violentam os cidadãos.
Sintomaticamente, a campanha contra minas terrestres tomou vulto, ganhou prêmio Nobel da Paz e tem atraído famosos e bem intecionados de todo calibre, como o ex-Beatle mais rico e famoso, aquele da linha melódica incomparável.
Aqui no Brasil, o fato de Obama ter se recusado a assinar um acordo de não utilização das tais minas não gerou o mesmo alvoroço que no restante do mundo. Afinal, foi a campanha de Obama, se comprometendo com esta causa e outras que acabou faturando o Nobel da Paz.

Eu, que tenho muito pouca tolerância para certas coisas preferia que os ouvintes dos Beatles seguissem dizendo "give peace a chance" e não "façam a guerra, mas sem minas terrestres". Se bem, que o novo slogan os aproxima bem mais do Premio Nobel.... da PAZ!!!

O mundo é mesmo um lugar muito estranho...
E eu nem tô de mau-humor.

wi-fi

To por aí, solta. Sem rumo. Sem fio.
Tô na ausência aqui no blog, mas é que as palavras e eu não temos nos entendido muito bem, nos últimos dias.
Me recolho a algumas músicas, versos e rimas.
f'[m]

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Tiro ao alvo

Ver o Berlusconi com a cara toda machucada não tem preço.
Mas impagável mesmo vai ser a replica da catedral que o atingiu. Más línguas já informaram em primeira-mão ao nosso blog que o lance inicial do pequeno objeto na Sotheby´s está por volta dos 500 mil euros. Dizem que magnatas muçulmanos estão oferecendo o dobro para comprar a peça antes que entre em leilão.

Informantes nos dizem que pesquisas sobre sapatos-jogados-em-presidentes foram supensas, pois, empiricamente, catedrais-jogadas-em-presidentes tem demonstrado muito melhor custo-benefício.

Muitas versões dos motivos que levaram ao incidente foram enviadas ao blog por nossos correspondentes internacionais. Mas todas caem naquele tipo de obviedade que nos faz desconfiar. Afinal, sempre desconfiamos do que é fácil. E vocês hão de concordar conosco que descobrir que Massimo Tartari tem parentes em Brasilia e que a família toda está indignada depois que foi lesada por um negócio obscuro da empresa que Arruda representa no DF e da qual Berlusconi é um dos sócio proprietários é uma explicação para lá de simplória.

Mas aquilo que nem froid explica, nosso blog tem a obrigação de revelar. A pergunta que não quer calar, tem uma simples resposta. Mássimo acabou de fazer aniversário de 42 anos. Sim. Isto mesmo!!! Esta é a idade na qual todos os psicopatas saem do armário. Quem não se transformar num serial killer ou num agressor violento aos 42 anos, pode respirar tranquilo que não corre mais riscos de desenvolver personalidade anti-social.

Eu, se fosse vocês, não deixaria nenhum Presidente na mesma sala que a Mulher Asterísco por um ano. Porque aí já é abusar da sorte.

sábado, 12 de dezembro de 2009

Objeto de desejo

9 horas rondando o meu PC em busca de um sinal verde, ficaria até feliz com um laranjinha, mas invisível não. Sim, porque não quero ligar. Ou melhor, não quero mostrar que ligo.

Deu tempo de baixar um monte de coisas, grande parte delas com o nome errado. Me explica porque no e-mule tem um título e no meu player outro. E foi assim que ganharam o endereço do meu IP algumas músicas de Kate Parry, Oasis, Wilco, Green Day, Coldplay e até Jonas Brothers e Lady Gaga. Tudo pelo projeto ano novo, vida nova, trilha sonora nova. Cá entre nós, o verdadeiro motivo deste cardápio é manter a empatia musical com minha filha adolescente. Mas não gostei de quase nada do que baixei hoje, o melhor segue sendo meu novo favorito, Wilco, que foi apresentado a mim por Billy Bragg, aquele que não queria mudar o mundo, nem mudar a Inglaterra, só procurava uma nova namorada ( quem se lembra?). Bragg gravou um CD super ótimo com o Wilco. E Wilco ganhou uma fã. Em relação à minha filha, estou ganhando a batalha, pois ela já confessou que está adorando Wander Wildner, mas prefere Bide ou Balde. Ganhar dos batidões proibidões em nossos dias é premio merecido pela paciência que tive e por nunca ter proibido o insuportável. Por isso, preciso continuar buscando pontos de contato ;-)

Então como fica esta espera de uma frasesinha no canto direito do micro dizendo que ele está on-line?
E eu tava tão cheia de vontade de simular um encontro casual. Só falta não saber o que falar (da mochila) quando estiver verde...
Até já tentei mudar de midia e pegar um livro para ler. "A interpretação dos sonhos" que comprei por 19 reais no Submarino. Caí no sono, dormi e sonhei e não interpretei nada. Aí sempre acabo voltando para cá na esperança vã, de que a dita frasesinha apareça. É claro que também fico na dúvida cruel se ligo ou não ligo. Mas já respondi antes. Não ligo. É que nem quando estou tendo vontade de fumar. Basta eu me responder: não fumo mais. Sim, nova personalidade, não fumante. Personalidade de não ligante. Respostas prévias para problemas recorrentes.

"Meu desejo é estar contigo, mas eu não consigo, eu sempre fico em paaaz, eu empre fico em paz, laá larará eu sempre fico em paz"

Mas já que meu objeto de desejo cisma em ter vontade própria e se perder de mim, vou aprendendo a desejar outras cositas que também não sei onde encontrar.
E se alguém ainda não sabe o que me dar de aniversário ou natal, fik dik.


Só ainda não consegui escolher qual dos dois modelitos combina mais com meu cabelo novo (que tá bem diferente da modelo da foto).

Aceito sujestões nos comentários. Quem vota no laço? Quem vota na flor?

E, principalmente, quem sabe onde vende estes chapeuzinhos no Rio de Janeiro? Sim, porque não vou comprar da internet sem experimentar primeiro, né?

E para aumentar o prazer, vou experimentá-los vestindo os sapatos novos que comprei na Pele Rara, porque estes chapeus irão ficar perfeitos com o novo style dos meus pés. Pois é. Preciso. PRE-CI-SO destes chapeus.

Agora me diz como alguém ainda não sabe onde nasce o desejo de consumo de uma mulher, se não no telefone que toca, mas não é a pessoa esperada do outro lado?


COLORS AND BLACK AND WHITE BY o+*

Pena de vida

video

Classe Média

Max Gonzaga
Composição: Max Gonzaga

Sou classe média
Papagaio de todo telejornal
Eu acredito
Na imparcialidade da revista semanal
Sou classe média
Compro roupa e gasolina no cartão
Odeio “coletivos”
E vou de carro que comprei a prestação
Só pago impostos
Estou sempre no limite do meu cheque especial
Eu viajo pouco, no máximo um pacote CVC tri-anual
Mais eu “to nem ai”
Se o traficante é quem manda na favela
Eu não “to nem aqui”
Se morre gente ou tem enchente em Itaquera
Eu quero é que se exploda a periferia toda
Mas fico indignado com o Estado quando sou incomodado
Pelo pedinte esfomeado que me estende a mão
O pára-brisa ensaboado
É camelô, biju com bala
E as peripécias do artista malabarista do farol
Mas se o assalto é em Moema
O assassinato é no “Jardins”
A filha do executivo é estuprada até o fim
Ai a mídia manifesta a sua opinião regressa
De implantar pena de morte, ou reduzir a idade penal
E eu que sou bem informado concordo e faço passeata
Enquanto aumenta a audiência e a tiragem do jornal
Porque eu não “to nem ai”
Se o traficante é quem manda na favela
Eu não “to nem aqui”
Se morre gente ou tem enchente em Itaquera
Eu quero é que se exploda a periferia toda
Toda tragédia só me importa quando bate em minha porta
Porque é mais fácil condenar quem já cumpre pena de vida

http://www.maxgonzaga.com.br/f_index.htm

LFC´s

O Losers F.C. é mais que um time, é um estilo de vida


SER LOSER É: não tomar gol, tomar toco.

SER LOSER É: esquecer o celular no carro no dia do aniversário, para aumentar a probabilidade de não receber as ligações esperadas.

SER LOSER É: escutar músicas que lembrem o/a falecido/a

SER LOSER É: mostrar que escuta estas músicas no msn.

SER LOSER É: apesar de ser contra todas as evidências, continuar acreditando que uma amizade vale mais que um romance.

SER LOSER É: dizer que quer deixar o cabelo crescer na quarta e cortar o cabelo na quinta.

SER LOSER É: ter uma imagem sobre si mesma muito inferior a que os outros tem sobre você e, por isso, não conseguir entender que atrai inveja alheia. (hahahahahaha)

SER LOSER É: não perder a chance de rir de si mesma em público.

SER LOSER É: nunca cobrar o dinhero que te devem.

SER LOSER É: fazer dieta em dezembro.

SER LOSER É: passar tempo que poderia estar construindo o seu sucesso, brincando de fazer blog.



sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Time que se perde, ganha

Numa dessas conversas-de-quem-não-quer-nada, eu e minha companheira de blog tivemos mais uma idéia fantástica: criar um novo time: o Losers Futebol Clube.

Como ainda estamos no início e com apenas 2 integrantes, não nos perguntem pelos próximos eventos.
Vale lembrar que esse time nada mais é que um grupo de auto-ajuda e de auto-gozação, afinal, aqui é sempre risada garantida ou seu dinheiro de volta.

Nosso lema é rir de tudo sempre, porque quanto mais loser, melhor!
Nossos mandamentos são simples:
- Mande mensagem mesmo sabendo que não deve mandar.
- Mande mensagem sempre que souber que não receberá resposta.
- Mande outra mensagem antes de ter a resposta da primeira.
- Tenha saudade todos os dias, e não só 1 vez por semana.
- Demonstre o que você sente.
- Junte tudo* o que te dão de conselho** e faça exatamente o contrário.
*não considerar conselhos dados pela equipe LFC.
**consideramos apenas os bons conselhos.


Parágrafo Único: Sempre saiba o que você deve fazer.
Isso será importante pra você se caracterizar como um loser no final, depois que você fizer o que não deveria ter feito.

Se você se identificou com esse post, basta ir no quinto dos infernos e retirar sua ficha de associação. Depois de preenchida, envie tudo pra putaquepariu, e aguarde o retorno com código de registro.

A família Losers F.C. agradece.
h'[m]

Time que se perde, ganha

Numa dessas conversas-de-quem-não-quer-nada, eu e minha companheira de blog tivemos mais uma idéia fantástica: criar um novo time: o Losers Futebol Clube.

Como ainda estamos no início e com apenas 2 integrantes, não nos perguntem pelos próximos eventos.
Vale lembrar que esse time nada mais é que um grupo de auto-ajuda e de auto-gozação, afinal, aqui é sempre risada garantida ou seu dinheiro de volta.

Nosso lema é rir de tudo sempre, porque quanto mais loser, melhor!
Nossos mandamentos são simples:
- Mande mensagem mesmo sabendo que não deve mandar.
- Mande mensagem sempre que souber que não receberá resposta.
- Mande outra mensagem antes de ter a resposta da primeira.
- Tenha saudade todos os dias, e não só 1 vez por semana.
- Demonstre o que você sente.
- Junte tudo* o que te dão de conselho** e faça exatamente o contrário.
*não considerar conselhos dados pela equipe LFC.
**consideramos apenas os bons conselhos.


Parágrafo Único: Sempre saiba o que você deve fazer.
Isso será importante pra você se caracterizar como um loser no final, depois que você fizer o que não deveria ter feito.

Se você se identificou com esse post, basta ir no quinto dos infernos e retirar sua ficha de associação. Depois de preenchida, envie tudo pra putaquepariu, e aguarde o retorno com código de registro.
A família Losers F.C. agradece.


colors by o+*
h'[m]

Minha semana, semana minha

Semana tão corrida que mal tive tempo pra respirar e pensar. O fiz agora. Não fiquei muito feliz com o resultado.
Mas, tirando a parte emo, foi uma semana divertida. Agitada. Alegre. Total alto astral. Set list novo. Life is music. Vida nova? Play it louder!
Show da Gadu com Ana Cañas no vale foi perfeito de doer. Filme com Jim Carey e uma festa estranha com gente esquisita, mas que tava legal. Um dia inteiro cuidando do carro. Passei a semana fazendo coisas que tinha que fazer a tempos, mas vivia empurrando com a barriga.

Quarta tive um dia de burguesinha com direito a hidratação, francesinha e depilação. Uma recompensa e um afago pra auto-estima. E se perguntam pra quê tudo isso, eu respondo: "Pra mim, ué? Se eu faço pro outros também, não posso fazer pra mim porquê?"

Aliás, isso me lembrou muito a esquete da Mhel Marrer no Jô:
- "Depilação só dura 15 dias. Uma depilação na virilha que ninguém viu, é tortura em vão! É como queimar o braço no forno fazendo um bolo que ninguém comeu."
#RIALTO

Então, tá, né? Vale lembrar que tô a meses nesse esquema do queimar o braço pra "solar" o bolo. Mas vâmo ver se essa semana dá pra fazer o dia de sofrimento ter valido pena! =P

umbeijo!
h'[m]

Pergunta pública

estão havendo muitas PIs?

Promessas de ano novo

De pé direito. Foi assim que acordei. Depois de ter ido dormir às 03:00, consegui acordar a tempo do carro não ser rebocado por estar estacionado em lugar proibido. E animada. Resultado: cheguei as 07:30 com dois bolos aqui no trabalho. Bolos feitos pela caçula. Por falar em bolo de filha....sem comentários!
E cheguei sem sono e com ânimo. O diluvio de ontem transformou a zona sul numa só poça com muito lixo boiando. E bem na hora que o pessoal ia sair de casa. Aliás, isso é bem típico de acontecer comigo... sem cometários, de novo! Mas voltando ao assunto, enfrentei os obstáculos numa Pajero 4X4 que passava por cima de qualquer buraco. Gaspar ficou em casa, descansando e protegido. Me diverti e adorei a companhia. Adorei. Há uma filtragem natural que começa a acontecer... assim... é como eu começar a querer aquilo que é mais possível, mas acessível, apesar do medo e ir desistindo daquilo que não vem, apesar de eu chamar(de leve, é claro). O cigarro fez falta ontem. Senti muita vontade. Mas, ainda assim, não quiz. Algumas coisas vão se delineando. Sinto-me aquecida por dentro. Fica bem mais claro que a próxima batalha é perder peso. Estou pronta? É isso que quero mesmo? Quais são os principais obstáculos? Vou me cercar de todo apoio e proteção que preciso? O que me desmotiva? Como vou enfrentar isso? Vou marcar a data de começar a dieta? Ou vou reeducando? Vou fazer planilha de controle do que como e contar como no VP?
Só sinto, hoje, que há luz no fim do tunel e estou caminhando para ela...
beijomeliga
auhauahuaha

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Pouco adiantou fumar. E de agora em diante?

Perdendo Dentes
Pato FuComposição: John/Fernanda Takai

Pouco adiantou
Acender cigarro
Falar palavrão
Perder a razão
Eu quis ser eu mesmo
Eu quis ser alguém
Mas sou como os outros
Que não são ninguém
Acho que eu fico mesmo diferente
Quando eu falo tudo o que penso realmente
Mostro a todo mundo que eu não sei quem sou
Eu uso as palavras de um perdedor
As brigas que ganhei
Nem um troféu
Como lembrança
Pra casa eu levei
As brigas que perdi
Estas sim
Eu nunca esqueci
Merry Christmas!
¡Feliz Navidad!
Fröhliche Weinachten!
Buon Natale!
Joyeux Noël!
God Jul!
Kellemes karácsonyt!
Честита Коледа!
С Рождеством Христовым!
Veselé vánoce!
Priecīgus Ziemassvētkus!
Prettige kerstdagen!
Selamat Hari Natal!
Hyvää joulua!
Bonan Kristnaskon!
Geseënde Kersfees!
Rõõmsaid Jõule!
Mele Kalikimaka!
Wesołych Świąt!
Crăciun fericit!

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

vc consegue me explicar porque a gente nao se ve mais vezes?

sent now

ôôôô... o campeão voltoooou!

E não é que meu bom humor voltou junto com o Suporte da TI?
Dar a sorte de pegar alguém inteligente, prático e eficiente é outra coisa, certo?
O Cara fez em três minutos o que o outro demorou 40 pra não fazer. Me explicou o que tinha ocorrido, me orientou e... done! Oi? Simples Assim!

Já posso voltar a trabalhar em paz!
umbeijo, e até mais tarde no @valeopenair!
h'[m]

Horóscopo de 08/12/2009

Gente, pára. Essa mulher vem me espiar de manhã antes de publicar o horóscopo, ou ela faz mandinga pra minha pessoa?
Acabei de falar que um ser tentou acabar com meu bom humor... Tentou. Não conseguiu, voltei atrás. Ao lembrar que hoje verei as minhas amigas Bela Flores, a Bruna, o Allan, a Sisi, etc, meu bom humor reapareceu estonteante! Vamo aproveitar?

Gêmeos - de 21/05 a 20/06 - regente: Mercúrio
Você está firme nas ações, mas a sua cabeça de vez em quando poderá lhe pregar peças com pequenos esquecimentos e deixá-lo em situações embaraçosas, mas nada graves. Se você conseguir manter o bom humor, essa onda passa logo e ainda deixa lembranças engraçadas.

Sagitário - de 22/11 a 21/12 - regente: Júpiter
Este momento poderá acirrar algumas brigas e desentendimentos já existentes na sua vida afetiva. Seus conflitos mais obscuros e profundos podem afetar a sua ação e seus sentimentos, tornando-o por vezes até violento. Cabeça fria ao tratar de assuntos íntimos.
umbeijo!
h'[m]

Perdeu, Playboy!

Perdi feio, e pro carinha do Help Desk. Perdi todo meu bom humor.
Uma ligação de quase 40 minutos e, basicamente quatro frases.
[Depois de 10 minutos explicando...]
- Você tem que cancelar o documento subsequente. [1ª]
- Eu cancelei pelo Portal, não dá pra cancelar pelo SAP. [1ª]
- Entendi, mas você tem que cancelar no SAP. [1ª]
- Se foi feita pelo portal, só dá pra cancelar pelo portal. [1ª]
- Então você tem que cancelar a oportunidade no portal. [2ª]
- Tá, eu cancelei pelo portal, já. Mas não migrou pelo sistema. [2ª]
[10 minutos depois...]
- Entendi. Mas você tem que cancelar a solicitação. [3ª]
[15 minutos depois...]
- Tá, e qual parte de que eu já cancelei a solicitação pelo portal e não migrou pro Sistema você não entendeu? [395ª]

Acabou que eu fui super grossa e falei, "meu amigo, você tem que fazer isso isso e isso, entendeu? Então anota aí no chamado: a usuária solicita isso isso e isso. Anotou? Ótimo. Quando tiver uma resposta, me retorna. Obrigada."
Resultado, a pouquíssima paciência que tenho pra pessoas burras me acabou antes do almoço. Ou seja, se você for desprovido de inteligência, por favor, evite falar comigo hoje. Obrigada! hahaha

Tô aqui recuperando o bom humor com Playmobille. Já até ggravei um cdzinho novo pra bombar no branquinho!
Tá, tá chato, já, eu falando deles. Mas porra, já ouviu? Não? Então ouça, porra! Odeio pessoa teimosa! hahaha

Hoje tem hoje tem hoje tem. Gadu aí vou eeeeeu! Encontro vocês no Jockey! E se chover não chorem! A parte do show é coberta, mas se quiserem ficar debaixo da chuva, os caras distribuem capinhas por lá mesmo! A-DO-RO! =]
#beijomeligaaaaa
h'[m]

Recebi por e-mail e compartilho

> Sai do chão, sai do chão! O Brasil é do Mengão!

> By RicaPerrone
>
> Eu pensei muito. Estou em pé desde as 5 da manhã, e quando digo em pé não me refiro a estar acordado. Me refiro a estar sem me sentar mesmo. Avião, taxi, fila, arquibancada, enfim, um dia sofrido, porém feliz.
>
> Quando entrei no avião pra voltar, pensei em tudo que eu poderia escrever sobre hoje. Em exaltar a torcida, falar do Andrade, do Maracanã, do penta ou hexa, do Bruno, do sofrimento. Mas não.
>
> Eu fico com as palavras da torcida do Mengão, que aos 45 do segundo tempo cantou em coro que "com palavras, não sei dizer.".
>
> Não tem explicação.
>
> Eu fui a 700 jogos na minha vida, 650 na arquibancada. Diversos times, diversos estádios. Vi finais e mais finais.
>
> Eu nunca vi uma torcida comemorar tanto um gol.
>
> Eu nunca vi uma festa tão bonita.
>
> Eu nunca vi um estádio tão bonito lotado.
>
> Eu nunca vi um time ter tanto medo de ser campeão.
>
> Eu nunca vi uma torcida ter tanto medo do fiasco.
>
> Eu nunca vi um drama tão desnecessário.
>
> Eu nunca vi nada do que eu vi hoje.
>
> Eu nunca vi um gol tão bonito quanto feito.
>
> Eu nunca vi um time jogar tão mal uma decisão.
>
> Eu nunca vi um time ser tão querido por uma nação.
>
> Eu nunca vi uma nação inteira vestida com a mesma roupa.
>
> Eu nunca vi tanta gente feliz junta.
>
> Eu nunca vi tanta paixão num só lugar.
>
> Eu nunca tinha visto.
>
> Hoje eu vi.
>
> Aprendi, ao vivo, a cores e dentro da arquibancada, em pé, passando aperto pra entrar, e no meio da nação, o que é ser Flamenguista.
>
> Eu achava que sabia. Mas não sabia.
>
> Não, eles não são melhores do que os outros. Mas também não são iguais.
>
> Eles são únicos.
>
> Eles amam aquela coisa de uma forma inexplicavel.
>
> E quando eles dizem "sai do chão, sai do chão!", não é uma musica, é uma ordem.
>
> E se você não sair, eles te tiram.
>
> E se você conseguir, no meio deles, ficar livre de qualquer envolvimento, você é um ET.
>
> Não existe torcida mais bonita.
>
> Não existe relação mais incrível como Flamengo x Rio de Janeiro.
>
> Nunca vi uma cidade vestida com a mesma roupa desde as 8 da manhã de um domingo.
>
> Nunca vi nada parecido com o que eu vi hoje.
>
> Nunca vi tanta gente merecer tanto um título.
>
> Não, não me refiro aos 30 jogadores do elenco. Me refiro aos 35 milhões de eternos jogadores do elenco.
>
> Nação. me desculpem. Eu sei que esperavam um belo texto hoje.
>
> Mas. nada do que eu escreva vai ser mais bonito do que aquilo que vi.
>
> Parabens! Vocês merecem.
>
> abs,
> RicaPerrone
>


Como é bom dividir o blog com uma flamenguista!!!!!!!!!!!!!!!!

Abertura dos trabalhos

Ontem, em grande estilo, foi aberta a temporada das festas.
Academia de cachaça, arrumadinho (único e incomparável) de carne seca e carne de sol com direito a mantega de garrafa. Infusão de caju ( maravilha) e chopp. Isto mesmo: Chopp!! Bebi, pela primeira vez desde que parei de fumar. Só senti vontade de dar uma tragada quando um fumante indelicado passou atrás de mim com o cancerígeno aceso. Mas nem foi tão ruim. Afinal, meus amigos, queridos, belos, legais também são ex-fumantes e estão me dando o maior apoio.
Amo isso!

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Reveillon Pessoal

Queridos amigos,

de última hora, decidi brindar minha passagem de ano. Afinal, eu também mudo o dígito final em dezembro.

E depois, esta semana, a gente tá aproveitando qualquer pretexto para festejar o "Hexa" ;-)

Como não poderia deixar de ser, vou aproveitar o "baile da terceira idade" que acontece todas as quintas na Far Up, na Cobal do Humaitá, embalado ao som de sucessos dançantes da década de 60, 70 e 80.

Informações e flyers: http://www.farup.com.br/

No site, encontrei as seguintes informações:

Mulheres R$ 15,00

Homens R$ 25,00


* Durante este mês imprima seu e-Flyer de Desconto e aproveite.

Happy Hour de 18h às 20h, nesse horário a entrada é gratuita.

Classificação etária: Maiores de 18 anos.(ufa!)


Por pura superstição, somente aceitarei os cumprimentos depois da meia-noite...

Quem estiver pelo Rio na quinta-feira e puder dormir um pouquinho mais tarde do que quando acabar o Jornal Nacional, vai ter diversão garantida!

TESTE ( PERDI A CONTA)

hoje temos um redirecionamento...

http://flashfabrica.com/f_learning/brain/brain.html

deixem nos coments o resultado de vocês.
A propósito, o meu foi 32. Razoável.

mantra das possibilidades

Acrescentei mais uma estrofe no Mantra das Possibilidades:

Minha vontade é ser bonito, mas eu não consigo:Eu sempre volto atrás

Sonho em ter cabelo comprido, mas eu não consigo:Eu sempre corto mais

Meu desejo é estar contigo, mas eu não consigo:Eu sempre fico em paz

Minha vontade é ser magrinha, mas eu não consigo: Eu sempre como mais


As 3 primeiras by WW e a última by o+*

e todas em mim