sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

As palavras sempre ficam

[ recebi por e-mail: entendo, concordo e reforço]

" Se me disseres que me amas, acreditarei. Mas se escreveres que me amas, acreditarei mais ainda.
Se falares da tua saudade, entenderei. Mas se escreveres sobre ela, eu a sentirei junto contigo.
Se a tristeza vier a te consumir e me contares, eu saberei. Mas se descreveres num papel, o seu peso será menor.

E assim são as palavras escritas: Possuem um magnetismo especial, libertam, acalentam, invocam emoções.
Elas possuem a capacidade de em poucos minutos, cruzar mares, saltar montanhas, atravessar desertos intocáveis.

Muitas vezes infelizmente, perde-se o autor, mas a mensagem sobrevive ao tempo, atravessando séculos e gerações.
Elas marcam um momento que será eternamente revivido por todos aqueles que à lerem.

Viva o amor com palavras faladas e escritas. Mate saudades, peça perdão, aproxime-se. Recupere o tempo perdido, insinue-se. Alegre alguém, ofereça um simples “Bom Dia”. Faça um carinho especial.
Use a palavra a todo instante, de todas as maneiras. Sua força é imensurável. Lembre-se sempre do poder das palavras.


Quem escreve constrói um castelo;
E quem lê passa a Habitá-lo..."

[autor, ironicamente, desconhecido]
h'[m]

Um comentário:

Mulher Asterísco disse...

tá...então vamos escrever um livro. Eu já plantei uma arvore aos 9 nos de idade. Já tive uma filha aos 29. Tenho até o 49 pr escrevr um livro e ser feliz como um chinês