segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Verdade seja dita

Não importa o quanto você se importa, as pessoas simplesmente não se importam.

Sabe toda aquela verdade que você demora (25) anos criando pra você, ajudando a construir o seu eu?
Aquela que você acredita ser o diferencial, pelo qual elogios são tecidos, e fãs são até descobertos?
Aquela verdade, na verdade, é tudo mentira!

"Nem sempre ando entre meus iguais
Nem sempre faço coisas legais
Me dou bem com os inocentes
Mas com os culpados me divirto mais"

Pois é, não se assuste se algum dia alguém te der um não por você ser "certinho demais", "honesto demais" e "perfeito demais".
Tá chato já, ser boazinha. Tá chegando a hora de ser féladaputa!

h'[m]

Um comentário:

Mulher Asterísco disse...

a quem isto se aplica???(pergunta a mulher asterisco, com cara de preocupada)