quarta-feira, 24 de março de 2010

Daria um Best-Seller

A história é tão complexa, que é tipo assim: Mari gosta de André, ficou com Breno, descobriu que desperta muito interesse em Carlos e tá ficando com Diego. Erick, seu último namorado, tá querendo voltar a sua vida, mas ela ainda não descobriu se isso é bom ou ruim. And the last, but not the least: Felipe, o belo, por quem nossa protagonista tem um olhar curioso, quase clínico.

André é um ser encantador. Possui diversos apelidos, mas nenhum que realmente o defina. Encanta Mari de uma maneira que até a miniatura escorada numa pilastra lhe faz suspirar.
Breno é um daqueles rapazes fofos, com quem Ela ficou, praticamente se entregou, mas, não sabe como, se perderam no caminho.
Carlos, é um caso a parte. É alguém cuja companhia é indispensável, que tem alguns vícios que Mari adora, e outro que a irrita um pouco. Mas esse último é super relevado quando se põe outras coisas na balança, principalmente considerando os gostos em comum.
Diego apareceu não tem muito tempo. Como brincadeira e um passe de mágica, trocaram o inicio de uma amizade por interesse recíproco. Estão ficando, se conhecendo e o famoso "vendo no que dá".
Por Erick, seu último namorado, tinha uma paixão absurda e, mesmo com a separação a mais de 6 meses, um sentimento não-terminado consegue deixá-la sem ar quando ele faz algum convite quase irrecusável.
Felipe é novo no pedaço. Conheceu numa noite despretenciosa e, em alguma outra, trocaram um beijo. Bonito e divertido, ele é do tipo que tem muitas fãs dispostas a pretendentes. Mari seria apenas mais uma se não fosse por um único ponto: ela não consegue ser clara. Os dois se topam de vez em quando. Pra ele, ela passa despercebida. Pra ela, ele seria a proposta irrecusável.

Usando esses personagens, dá até pra escrever um livro campeão de vendas, ou uma novela a ser copiada por Silvio de Abreu e Maneco. Como novela não tá em alta, tô pensando em escrever o primeiro seriado brasileiro.
O nome ainda não foi escolhido, mas dá até pra começar a aceitar sugestões.

12 comentários:

Edu disse...

Eu voto no Silvio de Abreu pra levar às telas. Pelo menos o tesudinho volta a aparecer no videoshow!

Mulher Asterísco disse...

O nome só pode ser:

Everybody loves Bruna

hauahauhaua

Guará Matos disse...

Que tal "Mexidão" de Emoções?
Tem mais a cara de Sílvio de Breu mesmo. Maneco é mais sofisticado e não acredito que ele encontraria receptividade no Leblon, ou uma Helena que pudesse ser encaixada( Falei encaixada, sô)! E ainda não conseguiria uma música estilo Bossa Nova que coubesse na trama.
Mas se você não for compreendida com autora para a nossas TVs, entre em contato com a Televisa!
Então...

Mulher Asterísco disse...

Eu tô cheia de inveja desta tal de Bruna. Se esta lista chegasse no Zé, eu morria.

Mulher Asterísco disse...

Leia-se Mari ounde escrevi Bruna

E vamos parar com as edições, por favor...

hellomotta disse...

Foi editado algumas vezes, porque sempre tem algo a acrescentar.
A personagem, passou de Bruna (sugestão da o+*) para Mari, apenas pela fonética e possíveis trocadilhos.
Edições encerradas, conforme solicitado pela blogueira amiga.
;*

Paulo Braccini disse...

caracolis ... eita Mari danadinha eim? podia ter um Paulo na trama ... ele fica com André, Carlos, Diego, Erick, Felipe e por fim com a VACA que chegou foragida do Sul ... qto a Mari ... tadinha ... foi internada na Pinel

nhaaaaaaaaaa

;-)

Lobo Cinzento disse...

Ahauahauahauahau

Rindo horrores com o Paulo.

Mas nome? Sou péssimo com nomes...
6 por 1?
DANADA?
Se tivesse mais um na história, podia ser a casa dos 7 peguetes... ahauha

AD disse...

Vixe, comparando a vida dessa garota com a minha. Sei não. Depois do AD, a linha de relacionamentos é cortada.

danielle disse...

Ai que burra sua Amy... Eu quis dizer: "E você SABE o porquê da adaptação."

Caju disse...

Gente, eu conheõ uma Mari que protagoniza a mesma história. Juro!

HSLO disse...

Gostei.


abraços

Hugo