quinta-feira, 26 de novembro de 2009

E junto com o Papai Noel... [2]

... vem a velha história dos presentes. Todo mundo é mais feliz no natal. Rico também?

Esse assunto, na verdade, tá fresquinho na minha cabeça por um pseudo papo que eu tive ontem com ela no msn. Papo, não, monólogo.
Eu gostava de aniversário quando era criança, bem pirralha. Era o dia que minha mãe me mimava.. as vezes, até me deixava faltar a aula de natação. Tinha azeitona, e a Sônia fazia bolo de batata quando eu pedia.
Na adolescência começou a aversão. Sair de casa era sinônimo de ovo e, consequentemente, extresse e mal-humor. Sempre achei rídiculo: rí-di-cu-lo. E o pior: tem gente que gosta. Eu, definitivamente, não. Cada um com seu cada um.
Hoje eu não ligo. Meu aniversário desse ano, por exemplo, só foi comemorado depois de muita insistência da amiga blogueira, o que agradeço de coração porque o dia foi absurdamente agradável. Perfeito, eu diria. Poucos dos bons amigos, batata frita gratinada e cerveja gelada de toda cor e nacionalidade. Coisas que estão no TOP10 da minha vida.
Na verdade, aniversário não me incomoda. O que me incomoda não é a data ou a idade. Mas o que essa data pressiona nas pessoas. Esse lance de ter que ligar, de ter que dar presente. Argh! Isso tudo me dá preguiça. A questão não é dar presente, e sim, estar, ser presente. Difícil entender?

E de aniversário pra natal, é um pulo. Junto com a barriga do papai noel vem a campanha capitalista, vontade consumista. De se fazer presente com um presente - geralmente, material.
Para efeito de informação: eu não dou presentes em datas comemorativas - no geral, não. Não vou pensar: "aniversário de fulano, tenho que comprar um presente". Se você pensa assim, que bom pra você. Repetindo: cada um com seu cada um. Acredito que uma data pode, no máximo, ser uma desculpa, nunca o motivo.
Pensa bem: se eu sou meio aversa a ter que ligar para parabenizar, imagina, "ter" que gastar pra "se fazer lembrar"? É, não faz mesmo a minha cara.
Odeio sociedade consumista. Odeio sociedade-de-faz-de-conta.

Ps.: Tô eu pronta pra dar o send no post, e meu supervisor chega com "lembrança" de natal de um fornecedor. Seria um sinal?

3 comentários:

hellomotta disse...

Bom, pelo menos era uma escovinha com espelho. Super útil.
hahahah

Mulher Asterísco disse...

ADORO ESPELHINHOS...

hellomotta disse...

Compras de natal pra mim = pao de rabanada, leite condensado e ameixa azedinha. hahahaha